segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Crônica de uma mente sem sono

00:10.

É madrugada. Depois de um dia muito quente, começou a chover e - graças a Deus - a temperatura caiu um pouquinho. Diz o app do meu celular que agora temos 24°C, e eu, que deveria estar no meu vigésimo quinto sono de beleza, estou aqui olhando para o teto.

O fato é que entre sentir ciúme besta e pensar em quem já é passado fico neste limbo. Não sei por que o passado tem vindo  à tona tão fortemente esses dias.  Será que é por causa do natal e seus duendes amarelos? 

00:20.

De qualquer forma, prefiro escrever. As palavras me levam para longe. Passo a frequentar um mundo sem fronteiras entre a sanidade e a loucura. Muito melhor assim. Mais confortável também. 

No mundo das palavras não há dias chuvosos nem noites de solidão. Há apenas devaneios em meio a escuridão abafada de um dia de solstício.  

00:51.

O relógio continua com o seu tic-tac intermitente.  Os pingos de chuva insistemais em cair. O calor volta com força total (ainda que o meu celular minta, dizendo míseros 23°C). 

Já não penso mais em nada, e as palavras vertem dedos à fora, numa tentativa de deixar a mente cansada. Mente que brava mente resiste e luta contra os olhos que já começam a arder...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Uma nota para 2014

Algumas Observações - Por Fernanda Rodrigues
"Apenas o amor une os nossos corações". - Parte da destruição do meu diário.

Hoje, em um grupo do whatsapp, meus amigos de infância levantaram a bola, perguntando que nota daríamos para 2014. Acho que fui uma das mais otimistas e lancei um 9, bem lindo (para os curiosos, a menor nota foi 1,5). O fato é que 2014 está quase acabando; e, entre mortos e feridos, sobrevivi. Embora muita gente esteja reclamando, nada foi pior do que 2012/2013 - pelo menos, para mim.

O que me leva à tão elevada nota é o que fica para 2015. Que 2014 foi difícil, isto é fato consumado (ainda mais se considerar tudo o que me aconteceu no primeiro semestre). Mas aprendi tanto e fui forçada a amadurecer tanto, que considero 2014 um divisor de águas na minha vida.

Aquele "mau presságio" de janeiro, se dissipou. 2014 foi o ano em que comprei domínios para os meus blogs (www), fiz o passaporte, mudei de emprego (e conciliei salário e distância de casa), voltei a estudar, fiz novos amigos, comecei a me exercitar, risquei vários itens da minha lista 101 coisas em 1001 dias, vi meus amigos de infância, toquei um projeto fotográfico (www), não me senti a última das moicanas, vi amigas realizando sonhos (yay! Elas merecem!)... Enfim, fui produtiva ao extremo.

É claro que 2014 foi um ano bem doido: Brasil saindo da copa daquele jeito, eleições cheias de ofensas pessoais, Chaves morrendo, Xuxa saindo da Globo, Cuba e EUA estabelecendo relações e tantos outros fatos inesperados! o.O

Não é fácil ser perfeccionista e ver o melhor das pessoas e do mundo. Também não é fácil mudar a própria atitude, ao invés de jogar a culpa no outro. Todavia, estes exercícios valem a pena. E muito. Por isso um 9, por isso, tanta gratidão.

E você, que nota você daria ao seu 2014?
Conte-me tudo aí nos comentários! ;)

Beijos e queijos :*
_____________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Rotina (é mais fácil dizer do que fazer)

Imagem por Nana B. Ageyi - sob licença creative commons.

Os dias têm passado tão depressa, que eu mal consigo piscar. A noite chega, e o Sol rouba-lhe o lugar numa velocidade semelhante a da luz. Como assimilar tudo isso? Alguns anos se passaram desde que tudo acontecera, desde que meu coração foi partido em milhões de pedaços, desde que você se foi; contudo a memória continua vívida, rígida em sua árdua tarefa de não me deixar esquecer. "Aliás, esquecer para quê?", ela pergunta zombeteira, olhando-me diretamente nos olhos.

Esta vida solitária é extremamente dolorosa. Ignorar a sua ausência, fingir-me a forte, driblar toda a ausência é complicado. Se você já tentou parecer feliz quando tudo o que mais quer é ter um amor correspondido, sabe do que falo. A minha vontade é me isolar do mundo, cavar um buraco e só sair de lá quando você chegar para me abraçar, sorrir para mim sinceramente e dormir comigo de conchinha...

As pessoas ao meu redor costumam dizer que o Você do primeiro parágrafo é uma pessoa diferente do Você do segundo. Para Você, Senhor-Que-Me-Deixou, elas usam palavras duras, repreendem suas atitudes e lançam ao olvido exatamente tudo de bom que vivemos. Sabe, as pessoas são cruéis com Você, Senhor-Que-Me-Deixou, como se isto fosse apagar tudo - de bom e de ruim - que o meu coração grita a seu respeito. O abandono se cura com a raiva? Fico a meditar se este é realmente o remédio para a minha alma chorosa. Honestamente, não sei.

Quanto ao senhor do segundo parágrafo, o tratamento é mais amável. Elas falam sobre Você, Senhor-Que-Surgirá, como o salvador da minha vida amorosa frustrada, o príncipe dos filmes, solucionador de todos os problemas, curador de todas as feridas (há cura para a dor?). Por sua causa sou censurada. Como posso sorrir ao me lembrar de quem me deixou sem uma mísera justificativa e fechar a cara para alguém tão maravilhoso assim? Seria falta de esperança na sua chegada ou falta de fé na reconstrução do coração partido? Continuo sem respostas, embora saiba que é muito mais fácil dizer do que fazer. O discurso acontece conforme a nossa vontade, já o ato depende de tantas outras variáveis...

Talvez vocês sejam realmente pessoas diferentes. Quiçá, seja um só. Não consigo prever. Enquanto isso, minha rotina continua esperando por um milagre, por uma esperança. Sigo em uma espera que se mostra solitária, mas que – lá no seu íntimo – rejeita a solidão. Quem sabe um dia, num futuro não tão distante, o meu eu se transforme nem um “de repente, nós” de dedos entrelaçados que representem um amor tão eterno enquanto dure.

_____________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

domingo, 30 de novembro de 2014

[#aophotoaday] Dezembro chegou trazendo uma lista nova!

Yaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaay!
Não sei quanto a vocês, mas parecia que chegava 2020 e não chegava dezembro. Novembro é um mês bem puxado para mim, porque tem fechamento do bimestre na escola e, somado a isso, tive a entrega do TCC da extensão (minha pesquisa-ação foi linda! *_*), então tudo foi extremamente cansativo.

Mas agora Dezembro chegou trazendo as suas festinhas, guloseimas e encontros com os amigos (eu ouvi um "amém"?). E por isso eu queria que a lista deste mês fosse especial e - sobretudo - inspiradora - vocês que vão me dizer, né?!

Então chega de papo e vamos à lista:

Divulguem por aí! ;)

Quem nunca participou e quiser saber mais, pode clicar aqui. Quem já participa e quer interagir com os outros fotógrafos, pode entrar no grupo do facebook. E quem quiser imprimir o calendário para não se perder, basta baixar o arquivo abaixo:



Beijos e queijos! *_*

_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

domingo, 23 de novembro de 2014

Um feriado para chamar de meu!

Sabe quando você está louco por férias e então surge um feriado no seu calendário para te dar um suspiro? Pois bem, foi assim por aqui. Em muitas cidades do Brasil, dia 20 de novembro é dia da consciência negra, e assim foi aqui em Sampa, para a minha alegria.

Há tempos precisava de tirar um tempo para mim, então foi isso o que fiz nestes quatro dias. Na quinta, tudo o que fiz foi assistir Friends. Quem lê o blog há tempos sabe que esta é a minha série preferida de todos os tempos (quem não sabia, soube agora), e eu estou fazendo a maratona de assistir a todas as temporadas na ordem. Zerei a quinta e o primeiro disco da sexta (disco 21) e já estou sofrendo quando penso que logo, logo estarei na décima e última. #mimimi O fato é que eu continuo in love with Chandler Bing! ♥

Um dos momentos mais fofos da 5ª temporada! Chandler, te quiero!

Sexta foi dia de faxina e de visitar alguns blogs queridos. Lá no Aumente o Volume, conheci a música da Mapei e simplesmente achei um máximo! Ouvindo aqui sem parar! (Baixei o álbum todo e recomendo!)

Recomendo também a versão acústica de Don't wait. ;)

Sábado foi dia de leitura de dia. Estou quase terminando o livro do Vinícius Márquez, chamado Segundos Depois. Estou adorando! O livro é muito bem feito e eu não vejo a hora de resenha-lo. É sempre muito bom poder descobrir talentos nacionais como o deste autor.

Citação do livro Segundos Depois.

Leituras à parte, à noite foi dia de sair com a Susi, uma das minhas amigas de infância. Fomos jantar ela, o namorado dela e eu. Pela primeira vez eu me senti verdadeiramente adaptada a esse lance de ser a última das solteiras entre as minhas amigas. O passeio foi tão bom, tão incrível, que eu espero ter a chance de repeti-lo em breve. Sabe aquela coisa de comilança e risadas despreocupadas?! Pois bem, foi assim! :) Sem contar, que a cidade já começa a ganhar as luzes de Natal, então tudo fica meio mágico.

Rubens, Susi e eu. :)

Domingão foi dia de estudar. Sexta-feira é o dia em que entrego o meu trabalho final no curso de extensão, então precisava dar um gás nele. Aliás, adivinhem quem está com o coração na mão porque o curso está acabando?! Pois é, pois é. Dá um aperto gigantesco no coração saber que eu não vou ver mais os meus amigos todas as sextas-feiras. Por que tudo que é bom tem que durar tão pouco mesmo!?

Café, estudo e amor! 

Fim de feriado. Hora de blogar e de ver vídeos no youtube. Finalmente consegui parar para assistir aos dois vídeos que o Gavin fez para explicar cada uma das tracks do Finest Hour (o Greatest Hits que ele acabou de lançar). Morri de rir com os motivos que o levou a escrever Follow Through e com a imitação do Paul McCartney! uahahaha




Bem, é isso. Feriado gostoso como deve ser! Agora é hora de planejar as férias, mas isto é assunto para outro post!
Beijos e queijos! :*

_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...