Às vezes, simplesmente não dá

by - 11:05 PM

Imagem do meu instagram.

Acordei com vontade profunda de desistir. Sim, era madrugada, quase inverno, frio de rachar, tudo propício a um sono profundo e aconchegante, mas eu tinha que acordar com aquela vontade louca de simplesmente desistir. Ou, como consta no Houaiss de “não prosseguir em um intento, abrir mão voluntariamente de (algo); abster-se, abdicar, renunciar”. Não conseguia pensar em mais nada. Este o meu desejo mais íntimo às 4h40 da manhã de quarta-feira, 08 de junho.

2016 tem sido um ano difícil. Não que a minha vida tenha sido sempre um mar de rosas, mas estes últimos seis meses têm pesado nas costas. Não sou de deixar meus sonhos para trás, mas meu lado perfeccionista – seja culpa da criação ou da astrologia – tem feito com que eu me sinta a pior das espécies que a raça humana poderia ter. Vejamos com mais atenção:

Lá em janeiro, havia prometido a mim mesma que cuidaria mais do blog, afinal, este é o ano em que ele completa uma década de existência. Prometi a mim mesma que cuidaria das pessoas ao meu redor, que me dedicaria mais aos amigos, que estaria mais sociável com algo que não fosse minha cama, meus travesseiros, edredons e livros. Jurei que seria uma professora empenhada, dessas que têm fôlego para criar ações inovadoras dentro do colégio. Disse que cuidaria mais de mim e voltaria à minha rotina de exercícios. Além disso, seria uma aluna exemplar. Junho chegou e o que aconteceu?

Estamos na metade do ano e eu não consegui pensar em absolutamente nada para comemorar o aniversário do blog (as postagens até que aumentaram na frequência, mas o blogger planner só funciona quando estou de férias :/). Conseguir um espaço para os meus amigos anda complicado, porque eu ando esgotada mental e fisicamente. E claro, isso é reflexo da minha vida sedentária. Aluna exemplar? Então, com a rotina insana que ando levando, não tenho conseguido ler tudo na velocidade que preciso. Falta tempo, falta energia, falta coragem. Quanto ao trabalho, professora empenhada até tento ser (vale colocar na conta fazer os alunos falarem com os gringos?), mas se tudo estivesse dando certo, o 4º ano não seria a razão da minha primeira noite insone nestes quase 30 anos de vida.

Queria ser positiva, queria dizer que tudo está dando certo, que estou empolgada. Queria dizer que amo tudo o que estou fazendo, que me sinto cada vez mais envolvida. Queria muito falar que consigo mudar a chave, que é só questão de ficar atenta ao que vem de negativo na cabeça (eu juro que estou me esforçando quanto a isso!). Entretanto, há momentos em que simplesmente não dá, que a única coisa que quero fazer é dormir ou chorar ou desistir (ou um combinado dos três). Começo a pensar que seja qual for o motivo – estresse, depressão, agenda lotada, TPM – às vezes, não dá para carregar o mundo nas costas.

_____________________________________________________________

You May Also Like

14 comentários

  1. Oi Fe,
    Eu ouvi tanto que 2016 seria o ano da virada, mas eu to achando ele bem pesado também. Fiz um monte de promessas e me vejo negligenciando tudo para fazer nada. Para ficar deitada olhando pro teto.

    A gente se cobra tanto as vezes, outras vezes simplesmente se "larga" e nada anda... Mas eu acredito em você e que você vai achar um ponto para acertar o que ta incomodando seu coração!

    Um beijo!
    Aline
    Inventando Assunto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Line!

      Tudo muito difícil, tudo muito complicado e atarefado. Preciso mesmo cuidar de mim! ♥
      Obrigada pelas palavras e pelo apoio!

      Beijo

      Excluir
  2. Oi Fê, esse post foi pra mim?? Haha
    Meu Deus, como me identifiquei. Meu ano está exatamente assim! Me prometi tanta coisa e não consegui cumprir! O sentimento de frustração anda bem frequente ultimamente! :/
    Mas vamos lá...o ano ainda não acabou e temos um semestre inteiro pra mudar o que não estamos gostando! :)
    Vamos pensar assim e começar a agir!
    Beijão
    Lilica ♡
    www.liulustosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilica!

      Espero mesmo que o próximo semestre o ano dê uma virada!
      Boa sorte pra nós! ♥

      Beijos

      Excluir
  3. Eu te entendo.Estou de férias agora do trabalho e estou tentando me organizar.Mas ei, calma, respira fundo e tira um dia(pelo menos) SÓ pra você.Se cuidar, cuidar das suas coisas e principalmente da sua mente.Precisamos de um "stop" sabe? Faz parte do nosso processo.
    Então relaxa que tudo vai melhorar :)


    beeijão ^^
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!

      Estou contando os dias para as minhas férias! :D
      Espero que tudo dê certo!

      Beijos

      Excluir
  4. OI Fer!
    MEU DESEJos ultimamente tem a ver com ficar mais uma hora embaixo do cobertor rs
    nao desiste nao.... "quando a luz esta mais escura é porque ja vai sair o sol" nao desiste nao, foca na meta e puf!
    Tem dias que realmente sao mais dificeis que outrs mas eu gosto de pensar qe se esta dificil é porque nao acabou e tem muita coisa pela frente pra gente passar
    eu tenho varios planos que tiveram de ser adiados POR MOTIVOS DE TCC! que terror! Mas tem bienal e comic con esse ano.... :D
    É muito bom conhecer autores novos né? Eu fiquei super curiosa por Herança das SOmbras heheheh e teve uma repercussão bem bacana no evento online de lançamento, adorei!
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No fim, a gente se desespera, mas tudo dá certo!
      (Eu sou uma pessoa esperançosa, não consigo deixar de ser, apesar de tudo.)

      Beijos :*

      Excluir
  5. Fer, gostei muito do seu relato e me identifiquei com tudo. Também sinto que o meu desempenho não tem acompanhando a pressão do tempo e das pessoas. Mas acho que tudo isso faz parte do nosso processo de descoberta, sabe? Com o passar dos anos, creio que é normal tirar o pé do acelerador. Talvez esse seja o momento de estabelecer prioridades e fazer conexão com coisas e pessoas que realmente importam e fazem a diferença.
    E não esquece: a vida é sempre um perde e ganha, sem regras, sem datas, sem roteiro.

    Hida,
    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que eu consiga tirar o pé do acelerador. Muita coisa ao mesmo tempo tem me deixado maluca :P

      Beijos e boa sorte para nós!

      Excluir
  6. Fiz um post nessa linha também porque sinto que estou andando em círculos na minha vida desde que casei... #socorro!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No seu caso, é a adaptação. Logo passa, você vai ver!
      Beijos!

      Excluir
  7. E ainda assim, vc consegue ser incrível (comigo)!

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)