Trintão, você que me aguarde!

Foto por obpia30 (Creative Commons)

Tempo é algo mesmo relativo. O paradoxo vem, quando você sofre com o perfeccionismo e quer mensurar tudo ao redor. O muito vira pouco e o pouco vira nada. Às vezes, à avessa.

Dias atrás abri o meu blog e, em um susto, li a breve descrição na barra lateral “professora de inglês, quase 30”. Há quanto tempo escrevi isso? Uns dois anos, talvez. O fato é que agora que setembro já está quase às portas, a surpresa de ser uma balzaquiana me deixa com o frio na barriga.

Em junho meu blog fará 10 anos. Isso significa uma década de escrita em que, além de evolução na linguagem e no estilo (seja ele qual for), também tenho o marco no registro da minha vida: primeira viagem de avião, entrada no cursinho, coração partido, passar no vestibular, entrar na faculdade, mudar de emprego, escrever livros, apresentar na semana de Letras, me apaixonar, me formar, começar nova graduação, mudar de novo de emprego - seguindo a carreira que escolhi -, ter o coração mais partido ainda, primeira viagem internacional e outras nacionais, conhecer a banda da vida, entrar no tinder, apanhar mais uma vez pelo sentimento não correspondido, publicar livros no wattpad e, finalmente, me assumir escritora. Uma década. Uma década inteira de sonhos, trabalho, energia, amores e amigos que se foram e que chegaram (mais se foram do que chegaram). Dez anos inteiros.

Nunca gostei da música de Sandy e Junior, mas concordo com a Sandy que esta sensação de ser jovem para ser velha e de ser velha para ser jovem é bizarra. Como conversar com alguém que não sabe quem é a Garota de Berlim ou que não tenha se divertido ao ouvir um rock your body right?

Quase 30 e princesa. Porque ser professora de crianças é isso: viver em um reino muito, muito distante em que a fada dos dentes é tão nossa amiga quanto o monstro gosmento! Ser escritora também é isso: inventar novos mundos, quebrar velhos paradigmas. Enquanto me preparo para as comemorações, só posso desejar que venham mais 10 anos de registros aqui no blog e muitas décadas de conquistas. Trintão, você que me aguarde!

_____________________________________________________________

Share:

4 comentários

  1. Fê, não sabia que seu blog já tinha uma década! Deve ser fantástico pegar as emoções de 10 anos atrás e revivê-las através de como você se sentiu no momento. As vezes pego os textos de 2010 do meu outro blog e fico olhando e agradecendo por tudo aquilo e toda a evolução.

    Eu conheci o seu blog há 3 meses e gosto bastante daqui! Então espero que ele viva muitas outras décadas!

    Sobre os quase 30, acho ótimo quando o tempo passe com experiências, e isso da pra ver que aconteceu com você. Eu acredito que a idade é só um número, velhice é juventude não estão tão ligadas a ele quanto nos fazem acreditar!

    Um beijo!
    Aline
    Inventando Assunto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Uma década que parece que passou num piscar, mas que foi cheia de coisas tbm!
      Eu que espero que você continue me lendo por muuuuuuuuuuuuuuuuuito tempo ainda! ♥

      Beijos

      Excluir
  2. Nossa, temos uma década já?!Tenho 3 anos a mais que você, mas super me identifiquei com seu texto. Aliás, como sempre kkk
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, faz teeeeeeeeeempo! hehehehe ♥

      Beijos

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)