domingo, 4 de fevereiro de 2024

Planejadamente fortuito

A gentileza mora no delicado do acaso.


Gostaria de escrever esta crônica para você. Sim, você, destinatário sem nome, sem rosto, sem redes sociais e geolocalização. Esta crônica epistolar, este texto planejadamente fortuito é para você, responsável por esta saudade do que sempre desejei e nunca vivi. Esta crônica é uma declaração de futuro.

Você não sabe, mas há cartas e cartas escritas à sua espera. Não tenho logradouro, número, bairro, CEP, cidade, estado, país ou e-mail para envio, mas como sei que você existe, escrevo mesmo assim. Não só esta crônica, mas meu dia a dia, meus sonhos, meus medos.

Queria te dizer tudo isso pessoalmente. Olho no olho, de peito aberto. Sinto que este momento vai chegar em breve. Enquanto isso não acontece, preparo o terreno. Além de palavras escritas, tenho vocábulos cantados por vozes mais bonitas — ou, ao menos, mais afinadas — que a minha em uma playlist do Spotify. Espero que, assim como eu, você goste dessas músicas e dance a cada nota.

[emoção.]

Às vezes você me vem à mente nos momentos mais aleatórios: enquanto lavo a louça do café da manhã, tricoto um casaquinho de bebê para doar, tomo um banho quente, caminho até o ponto do ônibus, fico com a boca aberta na dentista, preparo o meu chá noturno ou como um chocolate no meio do dia. Quais são, afinal, os seus hábitos? Os seus sonhos? Os seus medos? Minha curiosidade por te descobrir me acalma. A sabedoria popular já diz que é questão de tempo.

[você também observa o céu depois da chuva?
você sempre surge nos finais de tarde, quando o céu muda de cor,
e eu rezo e depois tiro uma foto para fazer um story no Instagram.]

O frio na barriga me faz duvidar se estou pronta — quem está? —, mas não desisto. Não te procuro, porque gosto da surpresa, mas não desisto. Nunca soube desistir. Como um atleta que treina para uma prova importante, me preparo do lado de cá. Um treinamento intenso, desses que me fazem atravessar tormentas, ter dores de cabeça e chorar na terapia — logo eu, que não gosto muito de chorar, muito menos com outras pessoas olhando. Há preparo do lado de cá, porque sempre busquei oferecer o melhor de mim para o mundo e, com você não seria diferente. Assim, para usar um dos clichês mais lidos na internet, também me encontro com o melhor que há em mim.

Há preparo, cartas, músicas, céu, mística e crônica. Há sonhos e recados falando sobre a sua chegada. Há sentimentos e oportunidades. Esperança e fé. Há acaso. Quem sabe na próxima esquina a gente não se encontra? Quando isso acontecer, só me prometa que a gente vai se falar.

_____________________________________________________________
Gostou deste post?
Então considere se inscrever na Newsletter para receber boletins mensais 
ou me acompanhar nas redes sociais: 

11 comentários:

  1. Oi, Fernanda! Acho que já mencionei aqui outras vezes, mas sempre me emociono com tua escrita! Que sensibilidade!

    Boa semana para ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, eu fico tão, tão, tão feliz! :)
      Obrigada por me ler e por se deixar emocionar pelos meus textos.

      Um beijo

      Excluir
  2. Que bonito Fe, todo um preparo, toda uma espera pra um momento e uma história. São esses primeiros passos que nos deixam pronta para o que queremos.
    Que esse dia chegue de maneira doce pra você.

    Um beijo!
    Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li, obrigada pelo carinho e pela maneira doce como a sua amizade se manifesta na minha vida. :)
      É muito importante pra mim.

      Um beijo carinhoso

      Excluir
  3. Totalmente poético esse texto. Gostei muito de ter compartilhado.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está em HIATUS DE VERÃO do dia 03 de fevereiro à 06 de março, mas comentarei nos blogs amigos nesse período. O JJ, portanto, está cheio de posts legais e interessantes. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  4. Que texto lindo!
    Me fez lembrar da musica Você existe, eu sei do Biquini Cavadão
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana!
      Que honra que o meu texto te lembrou o Biquini Cavadão. :)
      Fico feliz que você gostou!

      Um beijo

      Excluir
  5. Oi, Fernanda! Que texto lindo e sensível. Sua escrita é maravilhosamente delicada e marcante. Abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Fernanda, adorei a sensibilidade que você usou no texto. Ficou lindo.

    Até breve;
    Te espero nos meus blogs!
    Helaina (Escritora || Blogueira)
    https://hipercriativa.blogspot.com (Livros, filmes e séries)
    https://universo-invisivel.blogspot.com (Contos, crônicas e afins)

    ResponderExcluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu COMENTAR COMO. Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 17 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.