quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Impossibilidades

Foto por Bruno van der Kraan, via Unsplash.

No hibridismo entre poesia e jornalismo nasce uma crônica. O problema, talvez, seja que estou longe de ser jornalista — além de ouvir, gosto igualmente de falar. E, embora seja poeta, não ando flanando por aí. Tem sido difícil coletar miudezas.

Desde que terminei a grande faxina, tenho vivido no meu quarto. Durmo, acordo, trabalho, estudo e me exercito entre as quatro paredes e sua pequena janela. É difícil tirar grandes narrativas dessa rotina.

Já se foi um semestre inteiro de quarentena. Seis meses, alguns dias e um aniversário em casa. Meu carrinho da montanha russa das emoções continua em seu looping star eterno de alternância entre dias incríveis e terríveis. De qualquer forma, sigo.

Às vezes penso no futuro. Como seremos nós no final de tudo isso? Digo o final real e falo em um nós coletivo. Como seremos daqui alguns anos, depois que a população mundial for vacinada e o planeta estiver ainda mais quente (por conta dos biomas cada vez mais destruídos) e os sistemas econômicos atuais em ruínas? 

O dito popular afirma que em pouco tempo "muita água corre por debaixo de uma ponte". Resta saber qual é o estado dessa água. (A sensação que tenho é de que há cada vez mais lodo. É impossível ver o fundo.)

A vida muda o tempo todo. E eu, que tenho tentado sair do quarto ao menos para ver os telejornais na sala, hoje pulei esse momento. A falta da verdade me dói. Eu não vivo no mesmo país que foi descrito na reunião da ONU.

_____________________________________________________________

6 comentários:

  1. Oi, Fernanda como vai? Excelente o texto, pois gera uma reflexão importantíssima para todos nós! O que será da humanidade quando tudo isto cessar? Será que aprenderemos? Ou continuaremos a definhar neste mundo cada vez mais famigerado por nossa incapacidade de cuidar do que nos foi dado pela Criação? Prefiro crer na primeira opção, embora às vezes a Realidade me mostra o contrário, infelizmente. Adorei o escrito, parabéns! Fique bem. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Incrível seu desabafo. Realmente o mundo está mudando muito com essa pandemia. Espero que saiamos ilesos de tudo isso e aprendamos a viver o novo normal que nos está imposto.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  3. Oi Fernanda,
    Bela reflexão!
    Para mim, esse tempo está servindo para ver direitinho quem se importa com os outros, e quem só pensa no próprio umbigo. Mesmo com tantos problemas vejo gente cooperando para o grupo enquanto outros insistem em tentar convencer de não vale à pena ter empatia. A conta uma hora vai chegar. Na verdade já estamos pagando uma parcela.

    Até mais;
    Mente Hipercriativa & Universo Invisível

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa tenho certeza Fe o tempo passa rápido...

    ResponderExcluir
  5. Uau!! Que texto.
    Estou somente no meu quarto e não saio tanto para sala, mas ando muito tempo na cozinha.
    Difícil continuar a rotina de exercícios, esse mês foi bem intenso pra mim, uma montanha russa de emoções mas, é normal.
    Não sei se consigo enxergar a água o lodo está cada vez mais espesso e só basta esperar e fazer a nossa parte.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ai Fernanda, tem sido difícil, mas seguimos! Esse texto me faz voltar ao questionamento que vem me assolando: como vai ser o futuro? Sou tão otimista que vivo acreditando que tem saída, mas dentro desse meu otimismo sempre tem alguns momentos de dúvida. Elas estão cada vez mais constantes. Está sendo difícil manter o otimismo, mas tento manter pra continuar agindo positivo!

    ResponderExcluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 14 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.