quinta-feira, 2 de maio de 2019

{Vou por aí | Vamos falar sobre escrita?} Flipoços 2019 - Parte 1

Flipoços 2019
O calendário de festivais e feiras literários foi aberto no dia 27 de abril, com o Flipoços 2019. Estive lá no primeiro fim de semana do evento e vim aqui contar tudo para vocês! Afinal, tem algo melhor do que viajar para uma cidade muito amor, como é Poços de Caldas, e ainda respirar literatura 24 horas por dia?

Assim como em 2017, dividi a viagem com a minha amiga e também escritora, Aline Caixeta (você pode conhecer o trabalho dela, acessando o Recanto da Prosa). Nós fomos como imprensa e chegamos à cidade um dia antes do evento começar.

Este ano, o tema do evento é Literatura sem Fronteiras. A ideia principal é exaltar não apenas a literatura brasileira, mas conectar os leitores com o que é produzido na América Latina, tornando o Flipoços um grande point de latinidade. Sendo assim, o símbolo escolhido para representar essa conexão foi a borboleta monarca, espécie presente em todo o globo.

O tema deste ano é Literatura Sem Fronteiras.

Encontrão dos Autores Sulfurosos

Escritores poços-caldenses.

O dia começou com o já tradicional Encontrão dos Autores Sulfurosos, que contou com a presença de mais de 20 autores poços-caldenses e teve como moderador o escritor Tadeu Rodrigues. A mesa começou com a exibição do documentário Café de Feijão Andu, produzido pela professora doutora Beatriz Sales da Silva, sobre a dona Flora, matriarca da comunidade indígena Xucurus Kariris.

Comunidade indígena Xucuru Kariri e professora Beatriz Sales da Silva.

A princípio, a ideia era que a professora Beatriz explicasse um pouco sobre o documentário e o livro escrito por ela, sobre o projeto. Entretanto, a comunidade indígena resolveu fazer um canto de agradecimento ao trabalho por ela desenvolvido e isso foi emocionante demais!

Depois, eu pude ver a minha amiga e companheira de Editora Penalux, Beatriz Aquino, falando sobre os seus dois livros: Apneia e A Savana e Eu.

Beatriz Aquino e eu. 




Literatura Sem Fronteiras — Encontro entre poetas

Encontro entre os poetas Calí Boreaz e Tadeu Rodrigues.

"A poesia mora no espanto". 
(Calí Boreaz)

O período da tarde foi do jeito que eu AMO! Repleto de poesia! Na arena cultural, vi a poeta portuguesa Calí Boreaz conversando com o poços-caldense Tadeu Rodrigues. Foi interessante perceber como a poesia é canal para mudar as narrativas em tempos de pressa. Nesse sentido, a Calí contou como a escrita poética teve a função de ajudá-la a compreender a vivência do exílio, e como o exílio é sempre um lugar de erro, um não-lugar.

"O poeta está no lugar de erro, porque o mundo está frio".
(Tadeu Rodrigues)

Nesse sentido, o Tadeu Rodrigues complementou essa ideia concordando que o poeta vive no lugar de erro, uma vez que a poesia é um gênero que vai na contramão da correria e desumanidade presentes no nosso cotidiano.



Os autores também fizeram as leituras de alguns dos poemas de seus lançamentos: Outono Azul a Sul (Calí Boreaz) e  A Utilidade do Rascunho (Tadeu Rodrigues).

As leituras começaram com a Calí Boreaz lendo (com o sotaque português maravilhoso!) "Para se ler no inverno", do Tadeu Rodrigues:



Depois, o Tadeu leu "Fortaleza", da Calí Boreaz:



Por fim, cada um leu um poema de autoria própria: Calí Boreaz declamou "Efeito Kahlo Kuleshov", já o Tadeu leu "Som".





Por fim, os autores autografaram os seus livros e conversaram com os leitores.

Quer saber mais, sem ter que esperar? Acesse o meu perfil no Instagram, @fe_notavel, e veja o destaque Flipoços 19. 😉

Nas próximas postagens, conto mais do que vi e vivi nesses dias poços-caldenses. 
Beijos e queijos! :*

_____________________________________________________________

3 comentários:

  1. Deve ter sido um evento muito legal.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não fazia idéia da quantidade de coisas que acontecia na Flipoços. Parece ser bem interessante mesmo. Quem sabe no próximo eu não consiga ir?

    Beijoo

    ResponderExcluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 13 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.