domingo, 8 de janeiro de 2017

Como eu trouxe a gratidão para o meu dia a dia

Você já agradeceu hoje? 

Lendo o comentário que a Aline, do Inventando Assunto, deixou no último post que escrevi em 2016, tive a ideia de escrever esta postagem. Na verdade, o que ela disse me fez pensar muito nesse processo de trazer a gratidão ao meu dia a dia, que venho experimentando há cerca de um ano, mais ou menos.

Dizem que ser grato está na moda. Eu, honestamente, acho isso ótimo. Pessoas gratas perturbam menos a vida dos outros, porque são mais felizes. Aliás, acho que foi exatamente por isso que eu me forcei a pensar - cada vez mais - sobre o que e quem eu gostaria de agradecer ao longo dos meus dias: estava cansada de tantas reclamações (minhas e dos outros).

No começo, tudo era forçado mesmo. Assim como aprender algo novo, ser grato é questão de exercício e prática. E assim como tudo na vida, quanto mais a gente pratica, mais fácil isso se torna. A principio, sempre que me percebia reclamando muitas vezes do mesmo assunto, me forçava a pensar porque era grata por aquilo que estava gerando tantas reclamações. O resultado disso foi: 

1. notei que passei a reclamar menos;
2. percebi que ser grata me ajudou a suportar situações adversas com criatividade e otimismo;
3. ser otimista me fez ver o positivismo que não enxergava quando estava mergulhada nas reclamações, com isso passei a sofrer menos;
4. desenvolvi fé em Deus, em mim e nos outros;
5. aprendi que tudo é uma fase e que tudo que é ruim, em mais dias ou menos dias, acaba.

Quanto mais passei a vivenciar a gratidão, mais quis torná-la parte dos meus dias. Aquilo que era um peso se tornou algo espontâneo. Hoje já consigo me pegar pensando no que eu sou grata enquanto ando até o trabalho ou cozinho algo para comer.

Dá para sentir a felicidade daí?
(Foto: Carol Vayda)

Essa caminhada ao longo do ano passado me levou a um estágio extra que me trouxe mais um benefício, a atenção ao tempo presente. Quando me pego vivendo algo que considero bacana, também me pego pensando "meu Deus, obrigada por isso!". Focar nessa vivência do presente diminui os meus momentos de ansiedade ou de nostalgia excessiva e me faz querer aproveitar ao máximo o momento. Nada como uma felicidade de cada vez.

Como já mencionei no post sobre o bullet journal, este ano estou dando um passo a mais que é o de anotar uma coisa pela qual sou grata todos os dias. Já havia feito algo parecido com o memory jar, mas em 2017 minha meta é tornar o registro diário, porque isso me forçará a pensar na gratidão também nos dias ruins. Conforme o ano for acontecendo, conto para vocês como é esta experiência.

E vocês? Como se sentem em relação à gratidão?
Vamos conversar sobre isso aqui nos comentários!

Beijos e queijos :*

_____________________________________________________________

16 comentários:

  1. Oi Fê,

    Fico feliz que meu comentário tenha servido de inspiração para esse post incrível. Eu também andei pensando muito nisso e no fim, seus comentários e seu post vão acabar servindo de inspiração para um post lá no Inventando porque há muita coisa para ser abordada sobre esse assunto!
    Mas basicamente, eu andei percebendo que muitas vezes a gente se cobra demais, a gente quer uma vida extraordinária e não fica satisfeito sem isso, só que na maioria do tempo nossa vida já é algo fantástico só por existir, sei lá.

    Quando a gente faz algo bom, ou tem alguma experiência bacana, temos que ter isso como incentivo e usar isso para lidar com as dificuldades.

    Uma das páginas do meu BuJo eu chamei de "Coisas Boas Acontecem" e é onde registro as coisas mais legais do mês, como um "diário de memórias felizes", e realmente acontecem coisas boas o tempo todo, a gente precisa focar nosso olhar e coração para essas coisas porque se não a vida fica pesada e a gente fica um caos!

    Adorei o post e desejo que tanto você quanto eu possamos exercitar a gratidão cada vez mais!

    Um beijo!
    Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Line!

      Sabe que eu li o seu comentário e fiquei pensando nisso também? Gratidão é um assunto que dá pano para manga, principalmente quando as pessoas se ajudam e se inspiram (como está acontecendo conosco!). Fico feliz que você vá escrever mais sobre isso! Já quero muito ler.

      Eu chamei a minha track de "Gratidão por..." e tenho anotado tudo de bom todos os dias. Ontem foi um dia bem difícil e fazer este exercício me lembrou, mais uma vez que tudo é uma fase.

      Seu desejo também é o meu. Que sejamos cada dia mais grata! ♥

      Beijos

      Excluir
  2. A gratidão quando é de verdade, faz bem até para a pele! <3


    www.carolvayda.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê! Seu post me tocou profundamente. Eu sempre sou grata por tantas coisas boas e importantes que tem me acontecido nos últimos tempos mas no meio das dificuldades que surgem durante o dia a dia eu acabo me esquecendo de agradecer por tudo. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luci! :D
      Fico feliz que meu post tenha te tocado de alguma forma!
      Espero que você também consiga resgatar a gratidão no seu dia a dia.
      Beijos!

      Excluir
  4. oi, oi.

    foi ótimo ler o teu post justamente agora, porque uma das minhas metas mentais pra este ano é ser menos reclamão. chega uma hora que cansa ficar de mimimi pelas mesmas coisas. melhor aceitar ou tentar mudá-las, mas se torrar o saco dos outros ou até da gente mesmo.

    se ser grato tá na moda ou não, isso nem importa. o bom mesmo é a gente fazer a nossa parte e tentar melhorar o mundo, que, nossa, tá tenso!

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o mundo está tenso. Mas é aquilo: se cada um fizer a sua parte, a tensão se dissipa!
      Fico feliz por meu post ter vindo pra sua vida em boa hora! :D
      Que você consiga reclamar menos e ser mais feliz, então! ♥

      Beijos

      Excluir
  5. Oi Fê! Tenha um ano maravilhoso!

    Venho praticando desde o ano passado também a gratidão! E faço muito como você, vivendo no momento e agradecendo as pequenas alegrias diárias!

    Como faço terapia (de evolução), minha psicóloga me fez despedir de 2016 e queimar papeizinhos de tudo que não gostei de 2016. E essa semana iremos fazer um pote de gratidão. Tinha mania de anotar algumas coisas na agenda, mas me perco... kkkk e acabo não anotando diariamente. Vamos ver se consigo no potinho!

    Vou ler seu texto sobre o bullet journal, quem sabe não faço ainda esse ano. Nunca é tarde para começar né!?

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ka!
      Sabe que eu sou doida para fazer terapia? Adorei a ideia da sua terapeuta de queimar o que foi ruim. Essa é uma forma de visualizar o "deixar para trás". O que está queimado, acabou de vez. :)
      Quem sabe não tente fazer o mesmo?

      Espero que você goste da experiência do BuJo tanto quanto eu estou curtindo!

      Um ano maravilhoso para nós!

      Beijos

      Excluir
  6. Oi Fê, tudo bem?
    O texto que você escreveu foi tão sincero e bonito, daqueles que a gente consegue absorver cada palavra boa para melhorar ainda mais a nossa vida. Que seu 2017 seja incrível <3

    Beijos
    barbfurtado.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yay! Um 2017 incrível para você também! Com tudo de mais lindo e feliz! :D

      Obrigada pela acolhida que o meu texto teve no seu coração! ♥

      Beijos :*

      Excluir
  7. Excelente reflexão! Meus parabéns! Profundo...

    ResponderExcluir
  8. Que delícia de post Fezoca, desejo que os motivos das gratidões cresçam a cada dia. Preciso trabalhar isso em mim, vou me inspirar em vc mais uma vez.

    Gde beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! :D
      Você é uma querida e um motivo de gratidão na minha vida ♥
      Obrigada pelas palavras, pela torcida de sempre! :D
      E se precisar conversar sobre isso, estou aqui!
      Beijos :*

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...