sábado, 12 de dezembro de 2015

{Vou por aí} Por que visitar o Museu Evita?

O texto abaixo faz parte da série Buenos Aires - season 1 e relata o que vivi na capital argentina durante as férias de julho de 2015.

Entrada do Museo Evita.


Hola, personas!
Hoje temos mais um post sobre Buenos Aires. Agora vamos de dica de museu? Quando tivemos que escolher um deles para visitar (cadê a season 2 para poder ir a outros?), optamos por conhecer o que narra a trajetória de uma das figuras mais representativas da história portenha, decidimos pelo Museu Evita.

Busto do Perón.

Para quem não sabe, a Evita (María Eva Duarte de Perón - 1919-1952) foi atriz, radialista e líder política na Argentina. Em 1944, ela foi se apresentar em um show em prol das vítimas de um violento terremoto que destruiu a cidade de San Juan e, nesta ocasião, conheceu o então general, vice-presidente e ministro do trabalho argentino Juan Domigo Perón. Junta-se a ele na política, para conquistar a massa pobre da população e lutar por seus direitos.





Ao ingressar na vida política, Evita abriu a Fundación Eva Perón, em que pode trabalhar na educação e na saúde com afinco. O museu mostra bem como ela mobilizou outras mulheres ao longo do país para lutarem e como fora reconhecida por seus feitos nessas áreas.


"(...) Um dia chamei um grupo pequeno de mulheres. Eram apenas trinta. Todas muito jovens (...) minhas colaboradoras incansáveis na ajuda social (...). Tinha que exigir delas grandes sacrifícios: abandonar o lar, o trabalho, deixar praticamente uma vida para começar em outra diferente, intensa, dura. Esta empreitada requeria mulheres intrépidas, dispostas a trabalharem noite e dia, ferventes, fanáticas". - Eva Perón, em La razón de mi vida

Além dos direitos à educação e saúde, Evita lutou pela mulher argentina, tendo uma lei que leva o seu nome:


A imagem abaixo fala um pouco de como se dividia a Fundação Eva Perón. Havia uma ala de assistência médica, uma dedicada à mulher, outra à educação e, por fim, a de esporte.

Brinquedos do espaço de recreação infantil da Fundação Eva Perón.

Preciso dizer que achei um máximo ter uma boneca negra? Nunca que eu tive uma dessas aqui no Brasil. :(

Durante a visita também é possível ver o busto da Evita que foi destruído pelas forças militares durante o golpe de 16 de setembro de 1955 e entender como foi tumultuada a sua morte.

Tanto o busto quanto a placa foi recuperado e escondido por um empregado municipal, após a destruição dos militares.

Evita morreu em 26 de julho de 1952, com 33 anos. Ela teve o corpo embalsamado, para o velório pudesse durar. De fato, a nação estava comovida e o evento só terminou em 11 de agosto. Então, Perón foi deposto pelos militares, e o corpo de Evita foi roubado e mutilado, sendo enterrado clandestinamente em Milão, na Itália, com o falso nome de María Maggi de Magistris.

Catorze anos mais tarde, o corpo foi exumado e devolvido ao Perón que, na época, morava em Madri, na Espanha. Entretanto, só retornou à Argentina em 1974, permanecendo na Quinta presidencial. Evita só foi enterrada em 1976, no cemitério da Recoleta (eu disse que a história era tumultuda!).

Notícias sobre a morte de Evita.
Então, retomando à pergunta do título do post: Por que visitar o Museu Evita? Bem, eu não sabia nada sobre ela - apenas que a Madonna tinha feito um filme sobre em que cantava Don't cry for me Argentina - e, para mim, foi enriquecedor. Deu para perceber não apenas que ela faz parte de um capítulo importante da nação, mas também, da história da luta pelos direitos femininos no mundo. Evita foi uma voz que lutou para que as outras mulheres tivessem voz. Definitivamente, foi inspirador conhecê-la! :)

Quer vistar também? Anote aí:

Museo Evita
Lafinur 2988 (C1425FAB)
Buenos Aires, Argentina.
Tel./Fax. +54 11 4807-0306
info@museoevita.org
http://www.museoevita.org.ar/

_____________________________________________________________

10 comentários:

  1. Nossa amo museu, sério, e se pudesse iria nesse também hahah ♥
    Argentina ainda não está na minha lista de países, mas acho
    que pode ser uma boa opção em breve. ótima dica.
    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ama museus, vai amar Buenos Aires. Lá há museus para absolutamente tudo! É uma pena que eu não tenha conseguido visitar mais deles! Mas o legal é que as diversas praças são praticamente museus à céu aberto, com tantas esculturas e história! :D
      Se você tiver chance de ir lá um dia, vá! :D

      Um beijo,

      Excluir
  2. Oi lindona!
    Nossa, eu não fui nesse museu quando estive em BsAs. Como assim???
    Eu precisava ter ido depois que você foi, para pegar todas as dicas rsrs
    Mas parece ser demais de lindo e interessante!

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O museu não é muito grande, mas é muito lindo!
      Vale a pena ir até lá e conferir! :)

      Beijos!

      Excluir
  3. Eu também só sabia do filme e da música, não conhecia a história dela! Foi uma mulher forte e inspiradora, né?
    Beijos! =**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Não é à toa que ela é um dos símbolos da história argentina! :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Olá,
    AI MEU DEUS, esse post me lembrou absurdamente de Medianeras, um filme argentino incrível que vi. Você já assistiu? Enfim, não tenho muita vontade de ir na Argentina, mas adoro museus <3.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi Medianeras, mas morro de vontade! :D

      E a Argentina é surreal! Vale muito incluir na sua lista de viagens!

      Beijos!

      Excluir
  5. Adoro visitar exposições e essa tá muito incrivel!

    http://gotasdecaffe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...