segunda-feira, 19 de outubro de 2015

O dia dos professores e outras observações

Selfie com um desenho que a minha aluna fez de mim.


15 de outubro. Para muitos, uma data qualquer; para mim, um dos dias mais especiais do ano, o dia em que celebro a minha profissão.

Ser professora era um sonho de infância que foi conquistado a duras penas. Crescer e se desenvolver sendo aluna de escola pública foi (e acredito que ainda seja) uma tarefa árdua. Nos idos dos anos 90 as dificuldades eram muitas e não havia tecnologia suficiente disponível - mal tínhamos a chance de usar o tal do laboratório de informática e, quando tínhamos, éramos divididos em duplas, uma para cada computador. Logo, meus professores se viravam com aquilo que apelidamos de kit GLS (Giz, Lousa e Saliva). Alguns eram muito comprometidos, outros nem tanto, mesmo assim consegui crescer pensando que os sacrifícios do ofício valeriam a pena. Será mesmo? Foi durante os ensinos fundamental e médio que aprendi como gostaria de ser e tudo o que definitivamente não gostaria de fazer em uma sala de aula.

Comecei a lecionar em uma ONG, ajudando a educadora que me abriu as portas do que é ter acesso às tecnologias de informação e comunicação a ensinar os educandos que vinham estudar no Projeto Conexão Digital. Foi assim que descobri o quanto eu amo trabalhar com a terceira idade. Ver o brilho nos olhos de quem estava desvendando o mistério de como se digita a lista de compras do mercado ou se manda uma mensagem virtual, era mais mágico para mim do que para eles. Os senhores e senhoras que apreendiam o conhecimento com garra e coragem, que me ensinavam muito mais do que poderiam se quer sonhar. Foi nesta época que refleti muito sobre os mistérios da vida que normalmente não são se quer pensados por uma pessoa de 18 anos de idade. Aprendi com a experiência deles e a recompensa foi muito maior do que o meu salário em dinheiro.

Presentes do dia dos professores. <3

O sonho continuava de ser professora continuava a bater no peito; contudo, faltava dinheiro. Depois de comparar os currículos, percebi que não valeria a pena o sacrifício de estudar na universidade pública, quando os meus objetivos não estavam relacionados ao que a grade do curso propunha na época. Já a particular, bem, faltava o dinheiro das mensalidades. 

Esperar. Talvez este verbo defina muito o que vivo em diversas áreas da minha vida. Esperar para amadurecer. Esperar para aproveitar. Aguardei e a graduação veio quando a maioria dos meus amigos já estavam se formando. Ingressei no curso de Letras aos 21 anos, com muitas ideias na cabeça e moedas contadas no bolso. Foram cinco anos (três de bacharelado e dois de formação de professores), muito aprendizado e muita satisfação.

Este foi o meu quinto dia dos professores (o terceiro depois de formada) e a sensação de realização é gigantesca. É claro que ainda tenho muito o que aprender - por isso, continuo estudando. Tenho consciência de que não sou a melhor professora, mas que dou o meu melhor todos os dias. A cada dia busco vencer os desafios e adversidades, as torcidas contra, a falta de reconhecimento. Espero, de verdade, que eu consiga transformar as vidas dos meus alunos, como os meus mestres transformaram a minha. Espero que eu ajude a transformar a sociedade de alguma maneira.

_____________________________________________________________

8 comentários:

  1. Olá,
    Não existe nada melhor do que se fazer o que ama e ganhar por isso, é por carinhos como o seu que eu ganho meu dia e fico feliz. É uma profissão tão especial e, infelizmente, pouco valorizada no Brasil, o que é deprimente e só mostra a situação precária de nosso país.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, a desvalorização é um problema grande que afeta toda a categoria! :(
      É uma pena, porque, com o apoio certo, iríamos longe!

      Beijos!

      Excluir
  2. Fê, eu te admiro por mil motivos, e ser professora - e essa professora dedicada que sei que você é - é só mais um deles.
    Acompanho um pouco dos seus passos e quero te desejar muita felicidade por ser tão extraordinária como pessoa e profissional.

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sô, vc sabe que a recíproca é mais que verdadeira! :D
      Também te admiro muito, muito, muito!

      Beijos e obrigada pelas felicitações!

      Excluir
  3. Vc é uma das poucas pessoas que conheço que realmente nasceram pra isso. Sei tbem o qão dificil é ser aluno de publica e tentar seguir em frente com sonhos e projetos de vida.
    Vc é incrivel!
    Parabéns :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, você sabe o quanto eu tenho orgulho de você também, não sabe?
      <3

      Beijos e obrigada pelas palavras!

      Excluir
  4. É lindo ver sua dedicação e amor à profissão, coisa rara hoje em diz infelizmente.
    Feliz dia dos professores atrasado!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana
      Obrigada pelo carinho e pelas felicitações!

      Beijos

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...