15 coisas para fazer em 2015

by - 11:33 PM

Olá, pessoas!
Tudo lindo?!

Como vocês sabem, sou uma pessoa que trabalha com listas de maneira feliz. Por isso, fiquei muito empolgada quando vi, em meio aos temas do rotaroots, a proposta de escrever 15 coisas para se fazer em 2015.

Eis a pergunta que ficou martelando na minha cabeça.

Neste ano quero fazer tudo aquilo que não fiz, porque me faltou coragem ou organização (resolver o "problema" de organização é mais fácil do que o da coragem...). Além disso, 2015 é o ano em que termino a minha lista de 101 coisas em 1001 dias, então tenho que focar em várias tarefas mesmo.

O primeiro passo para a elaboração desta lista foi pensar como eu me vejo no dia 31 de dezembro de 2015. Quais metas eu alcancei e quais memórias estarão no meu Memory Jar? Ficou mais fácil imaginar a lista, ainda que a sua elaboração tenha exigido uma auto-avaliação intensa. Vejam só o que deu:

1. Cursar uma pós-graduação

Depois de alguns anos em dúvida, acho que finalmente decidi o que cursar. Se a PUC não abrir o curso de Literatura (que tem a grade curricular mais linda dessa vida!), volto para a USJT, para cursar Língua Inglesa. A pós de lá é coordenada pela professora mais incrível de todas (professora Lilian, um beijo!) e ela formou um corpo docente impecável. Sei que para onde for, não vou me arrepender, então no fim do ano quero estar me preparando psicologicamente para um TCC, no início de 2016. ;)

2. Saber ao menos o básico do básico de alemão

Eu sei, alemão é difícil pra caramba. Palavras enormes, cheias de tremas, com sons guturais - que muitas vezes só nativos conseguem fazer com perfeição. Parece loucura (e talvez seja mesmo), mas desvendar todos estes mistérios sempre foi um desejo antigo. Além disso, acho que aprender uma língua nova vai me ajudar a entender melhor as dificuldades e percalços pelos quais os meus alunos os passam. Desafios que são sempre bem-vindos.

3. Fazer duas viagens

Sempre quis viajar, mas sempre me autossabotei. Ou não fui por falta de grana, ou porque não queria deixar os meus pais, ou porque não queria ir sozinha. Resumo da ópera: desculpa em cima de desculpa. Mas agora eu quero enfrentar tudo isso e fazer ao menos duas viagens: uma de pequeno porte (nacional) e uma de grande porte (internacional). Só estou esperando para saber como será o calendário escolar deste ano (emendar feriados, Oi!), para começar a me programar. De qualquer forma, já estou na torcida para o dólar baixar, porque só por Deus ultimamente...

4. Obter o visto americano

Não sei se a minha viagem internacional será para os EUA, mas considero que este é um documento que é importante ter. Quero muito ir até em breve, então este é o primeiro passo para começar a me organizar.

5. Ler (pelo menos) 50 livros

O ano que eu mais li foi 2003, em que contabilizei 250 leituras... 2003 foi um ano difícil, estava no segundo ano do ensino médio e tudo o que eu mais queria era ser invisível. Acabei me refugiando na biblioteca da escola e falando praticamente apenas com a bibliotecária. Os livros não me julgavam e não me traiam, logo eram bons companheiros. O tempo passou (e a depressão deu um tempo!), mas o hábito de leitura continuou. Veio o Nosso Clube do Livro e tudo; entretanto, eu nunca mais contabilizei as minhas leituras. 2015 será o ano de fazer isso.

6. Escrever cartas

Acho que escrever cartas é um carinho gigante com os destinatários. Primeiro a gente pensa, depois coloca a nossa letra (que não deixa de ser um pedaço de nós) no papel e, por último, vai até o correio para postar. Trabalhoso, mas carinhoso. Por isso gosto tanto de escrevê-las. Por isso, está é uma das minhas tarefas de 101 coisas em 1001 dias que preciso terminar. Quero demonstrar o carinho com quem amo, da forma que melhor sei fazer: escrevendo. (Ps: também adoro receber cartas, então você pode me escrever, que eu leio!)

7. Eleger uma atividade mensal para sair da rotina

Talvez esta seja uma das tarefas mais difíceis desta lista, mas quero me esforçar para conseguir cumpri-la. O fato é que eu me habituo muito facilmente a uma determinada ordem na vida e isso me torna resistente à mudança. Quero trabalhar isso em 2015, de forma a me tornar mais flexível. E para ser flexível com os outros, preciso fazer isso comigo mesma. Como eu vou encaixar uma atividade diferente a cada mês, ainda não sei (me preocupa o fim do bimestre. Além das atividades profissionais, anda terei o alemão e a pós...), mas quero fazer algo diferente, nem que seja por 2 horinhas mensais. Me cobrem!

8. Fazer trabalho voluntário

Encaixar isso na agenda também não será simples, mas o fato é que eu sinto muita falta de fazer algo de útil em prol da sociedade. Não sei se todo mundo sabe, mas comecei a minha vida profissional trabalhando em ONGs com a população de periferia. Era um trabalho muito gratificante, em que via muita gratidão. Sinto falta disso e gostaria muito de viver isso novamente de alguma maneira. Ainda não faço ideia de como e onde me voluntariar, contudo quero muito fazê-lo.

9. Levar o blog planner do Algumas Observações a sério

Em 2014 eu elaborei um blog planner muito amor (e disponibilizei aqui no blog, para quem quisesse usá-lo). Comecei a me planejar linda e feliz, mas no segundo bimestre já havia abandonado a ideia. Agora, eu quero focar em organizar o blog, porque as coisas andam "orgânicas" demais por aqui. Foco tem que ser a palavra da vez.

10. Terminar de destruir o meu diário

Quem me acompanha há algum tempo no instagram, sabe que estou no processo de criação do livro Destrua Este Diário, da Keri Smith. Quero terminar tudo em 2015, porque sei que não terminarei se me prolongar muito mais. Quando terminar, pretendo fazer um post sobre o assunto.

11. Voltar a escrever poesias

Eu não sei exatamente a razão, mas as minhas poesias rarearam ultimamente. Acho que foquei em outras áreas da minha escrita, de maneira involuntária. Agora, sinto falta de sintetizar sentimentos em versos. Por isso, voltei a me comprometer de poetizar ao menos uma vez na semana. Espero que dê certo.


12. Fazer algo para comemorar o meu aniversário 

2015 é o meu último ano na casa dos vinte, logo, preciso comemorar tal marco. O problema é que eu sei que vou precisar me organizar bastante para conseguir tal feito. Sempre foi assim. Explico: meu aniversário é no mês mais lindo do ano em setembro, o que significa que é em época de provas e fechamento de bimestre (quando era aluna, tinha que estudarr; agora, tenho que corrigir). Acabo sempre colocando o estudo e o trabalho como prioridade e sempre fico sem comemoração. Em 2015 quero fazer algo, nem que isso signifique sair para comer pizza com os amigos. Então, galera, se prepare! ;)

13. Patinar de verdade

Quando eu era criança, sempre gostei de patinar. Então, resolvi comprar um patins para voltar a me exercitar ao ar livre. Acontece que agora, mais de 15 anos depois, as coisas não saíram tão fáceis como estavam na minha memória. Confesso que deu medo - muito medo! - ainda que eu não tenha caído, nem nada (só ralei a perna tentando parar num branquinho do parque). Entretanto, como disse lá no começo do post, 2015 é o ano da coragem, então quero recuperar a prática da infância e ganhar mais desenvoltura (porque até agora está feio. Pareço um pinguim de patins).

14. Trabalhar as minhas fraquezas

O ser humano, de um modo geral, tende a trabalhar e a focar naquilo em que é bom. Dança, esportes, línguas, maquiagem, culinária, comunicação, trabalho em equipe etc. Tudo é para transformar o bom no melhor. Não estou falando que isso é ruim. Pelo o contrário, também quero fazer isso, se não, não faria uma lista com metas e objetivos. Por outro lado, não quero focar só nas minhas habilidades. Quero ficar atenta e trabalhar as minhas principais deficiências a fim de que o péssimo, se torne apenas ruim, que se transforme no bom e assim sucessivamente (até que a fraqueza vire virtude).  Ter a consciência disso já é um bom começo - afinal, todos têm seus "defeitos de fabricação (que nem sempre são visíveis)" - mas, por exigir bastante, será um processo. Espero conseguir.

15. Celebrar quem eu sou

Eu disse que sair da rotina é difícil, contudo ando em uma fase que reconhecer as minhas potencialidades anda tão difícil quanto. Se antes eu tinha segurança, atualmente tenho notado que me sinto extremamente desconfortável a elogios, incentivos ou qualquer coisa que destaque algumas das minhas qualidades (eu sei, terapia ajudaria, mas a grana está curta!). Também noto que, quando alguém quer me deixar mal, não precisa de muito empenho para isso. Como não quero deixar este abalo se transformar em algo maior, me proponho a cortar o mimimi e celebrar a humana que sou.

Ufa!
Lista intensa e cheia de reflexões (que precisou de quase 3 dias para ser finalizada!). Espero que eu possa me orgulhar do meu ano e das minhas conquistas.

E você? Fez alguma lista? Tem alguma meta? Sabe como eu posso executar bem alguma das minhas tarefas? Deixe a sua observação nos comentários! :D

Nota: O tema desta postagem surgiu no Rotaroots, grupo que "tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor".
_____________________________________________________________

You May Also Like

18 comentários

  1. que lindo post! Quero viajar esse ano tbm, mas vai ser complicado :/

    até, beijos!
    http://www.mundodafani.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fani, junte o seu rico dinheirinho e vá!
      Vai dar certo e valerá a pena! :D

      Beijos

      Excluir
  2. Adorei sua lista Fezoca, quero fazer uma tbem, acho que ajuda muito a se programar :)

    Farei a minha essa semana

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, você deixa eu ler!? *_* #curiosa!
      Obrigada por me apoiar nessas listas e loucuras!
      Beijokas

      Excluir
  3. Fê, eu amo você e as suas listas! Um grande incentivo pra mim também esse seu novo projeto, preciso focar mais em mim, nos meus sonhos e desejos.
    Muitas vezes me falta coragem e organização também.
    Mas com fé e força de vontade a gente consegue!

    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moni, gargalhei com o seu "amo você e suas listas". De qualquer forma, você sabe que o amor é grande, verdadeiro e recíproco, né?! ;)
      A gente precisa se cobrar mais nesse sentido. Vamos fazer de 2015 o nosso ano!
      Beijos!

      Excluir
    2. Sim, sim! 2015 vai ser o nosso ano, e também vai ser o ano que vamos nos abraçar pessoalmente! ❤

      Excluir
  4. Adorei a sua lista! Sou uma caloura na universidade da Unic aqui de Cuiabá, de fisioterapia. Esse ano é recomeço e descobertas, estou muito ansiosa porque gosto de mudanças, mas a sua lista me fez pensar em várias coisas que preciso mudar, vou arrumar minhas metas 2015!
    Espero que realize tudo que deseja, viu?!
    Bjão
    escritasdeverao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Agnes!
      Bom ter você aqui! :)
      O primeiro ano universitário é muito empolgante e cheio (mas cheio meeeeeesmo!) de desafios! Tenho certeza que você vai gostar muito de cada um deles. ;)
      Fico feliz que a minha lista tenha te ajudado a rever as suas metas.
      Espero que nosso 2015 seja incrível.
      Um beijo e volte sempre!

      Excluir
  5. Lindo seu post, seu blog, tudo!
    Caraca, 250 livros em um ano? Que perfeito! Boa sorte para ler 50, sei que vai conseguir!
    Meu melhor amigo é alemão, ele não sabe muita coisa porque veio pra cá criança, mas sabe o básico e tenta me ensinar, é complicado, mas eu adoro!
    Boa sorte com o visto americano, muita gente reclama, mas para mim não foi complicado tirar, e é sempre bom ter né?
    Que consiga cumprir suas metas, beijos!
    www.gramatifiquei.com

    ResponderExcluir
  6. Muito boa sua lista, Fê!

    Não sabia que você queria aprender alemão! Eu falo um pouquinho, beeeeeeem pouquinho. Fiz 3 meses de curso na faculdade e tento continuar aprendendo por conta própria. Tem um app bem bacana, Duolingo. Se você se cadastrar colocando inglês como a língua padrão, há vários cursos de línguas disponíveis, incluindo alemão. São exercícios bem simples, bastante vocabulário e expressões.

    Sobre o voluntariado, eu faço na escola das minhas filhas, na biblioteca da escola. Como você já é professora, talvez escola não seria um bom ambiente pro seu voluntariado, ia ser mais do mesmo, mas de repente tem outras instituições perto de onde você mora que aceite voluntários. Começa procurando algo perto da sua casa, pra facilitar. Depois é só combinar um horário fixo e pronto. Realmente dá uma sensação muito bacana de ajudar os outros e sem ganhar nada em troca. Quer dizer, a gente ganha e muinto, né? A satisfação de ajudar outra pessoa. :)

    Beijos e boa sorte na sua lista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Eu tentei aprender pela internet certa vez, mas me enrolei. Preciso de um professor pelo menos no começo.
      Quanto ao voluntariado, quero muito tentar algo na área de literatura. Estou em busca disso! :D Ajudar os outros é um favor que fazemos a nós mesmos!
      Eu amo!

      Beijos e obrigada!

      Excluir
  7. Não esquece da tag: http://www.coloridavida.com/blog/2015/01/tag-conhecendo-a-blogueira/ ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estou esquecida. Só estou pensando muito nas respostas! Acabei me enroscando nisso e nas perguntas que quero fazer. Mas vai sair ainda em fevereiro, prometo!

      Beijos!

      Excluir
  8. Muito boa sua lista , amei!! Eu também gostaria de fazer algumas coisas que você colocou, como por exemplo a pós. Eu gostaria também de fazer viagens e ler mais livros, mas isso só o tempo dirá. Espero que você consiga cumprir tudo!! Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Re!
      Espero que você tbm consiga cumprir os seus desejos! :D
      boa sorte para nós!

      Beijos

      Excluir
  9. Espero que realize todos os itens do seu projeto porque sou péssima em planejamento D:

    A Bela, não a Fera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bela.
      Planejamento é treino. Não desista de tentar! ;)

      Beijos! :*

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)