segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Sentimentos VI (Carta para você - parte 6)


Abri o e-mail e rascunhei uma mensagem sem ter a certeza se deveria enviá-la ou não. Era seu aniversário, e há tantas coisas não ditas entre nós, que o meu primeiro impulso foi deixar os dedos trabalharem digitando todo o sentimento guardado nestes dois anos inteiros de separação. Escrevi , despejei tudo na tela do computador, depois deixei a mensagem lá nos rascunhos...

Editei e apaguei, numa tentativa de entender exatamente o que sinto. Quem sou eu agora afinal? O que sinto por você? Sinto sua falta, decerto, mas também sinto a raiva do abandono, que vem à tona todas as vezes que penso como você sumiu no mundo sem destino, sem me dirigir uma única palavra de despedida, um único adeus.

Acabo não enviando os votos de parabéns pelo seu dia - que, apesar da raiva, seriam sinceros. Não digo que sinto falta das conversas no final do dia, dos chocolates na hora do almoço ou do modo como você pegava em minha mão. Não retomo os sonhos. Apenas olho para dentro e vejo o meu reflexo nos cacos do coração que você partiu.

De certa maneira, sinto-me triste. Queria ser esta pessoa forte que todo mundo acha que sou, recolher a bagunça que você deixou e seguir em frente. Ainda não consigo e, embora saiba que hoje já posso me manter em pé, sinto-me cansada demais para recomeçar a caminhar. Ficar no meu canto é mais simples e me garante mais certeza de menos sofrimento. Traumas que você me deixou ou que eu mesma me impus? O fato é que não aguentaria ver alguém se tornar tão importante para mim partindo novamente - como você fez questão de fazer.

Hoje é domingo e o dia foi ensolarado. Entretanto, fiquei de cama, reclusa, tentando encontrar uma forma de me curar de você. Não mandei o e-mail - nem sei se você ainda usa aquele endereço - e nem vou mandar. Preciso manter a minha dignidade e respeitar a sua decisão de não me ter em sua vida é faz parte do processo.

Mais uma vez, pensei em você. Fico me perguntando se alguém pensará em mim um dia...

_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

4 comentários:

  1. Pode ser que ele também tenha pensado em você, mas não deu o braço a torcer rs.

    Parabéns pelo texto.

    Beijos

    camilatuan.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duvido muito, mas a vida tem disso!
      uahahah

      Beijinhos!

      Excluir
  2. Aahh essas coisas do coração... quem entende?! Difícil demais quando o coração e a razão brigam ferozmente, em alguns casos é sempre melhor que a razão ganhe a briga, mesmo que o coração saia dela dilacerado.

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...