Sofia e André

by - 10:43 PM


Sofia e Anfré, filhos meus tão queridos, vocês fizeram parte do sonho mais lindo que já tive. Vocês dois foram frutos de um amor puro e sincero, talvez, frutos do mais puro e sincero amor jamais visto até então.

Todas às vezes que sonhei com vocês, minha vida se fez leve. Ouvir suas rizadas ecoando pela casa era a alegria dos meus dias. Ter de resolver as briguinhas típicas de irmãos era uma tarefa árdua, mas que me proporcionava uma completude infinita: sentia-me mãe ao cuidar de vocês dois.

Sofi, por mais que a gente discuta porque eu quero assim e você assado, devo dar o braço a torcer quando o seu pai vive a repetir que somos "iguaizinhas". Esta semelhança não está no fato de você ter herdado os meus cabelos cacheados e os meus olhos de jabuticaba, mas sim na forma em que encaramos a vida. O seu perfeccionismo exacerbado, o seu cuidado com os livros, a sua curiosidade e, até mesmo a forma com que você cuida do seu irmão - sempre camuflada em um "deixa ele..." - se parecem comigo. De seu pai, você herdou o temperamento esquentadinho, o seu senso de justiça e a coragem! Sei que você se transformará em uma grande mulher, e desde já me orgulho disso!

Andrezinho, meu pequeno destemido! O que seria de mim sem você e a sua vontade de ir à livraria "pra ver o dagrão"?! Ah, meu filho! Algo me diz que ainda lerei um livro escrito por suas mãos! Você é o seu pai todinho, sabia?! Te educar será uma tarefa árdua, porque dizer "não" para você é tão difícil como dizer "não" para o seu pai. Vocês dois têm o poder de me hipnotizar com este olhar doce que só vocês dois têm...

Ah, Sofia e André, vocês não fazem ideia do quanto eu desejei que vocês se tornassem realidade, para que nós rolássemos pelo tapete da sala; ou, até mesmo, para eu ficar furiosa por vocês terem deixado o Bono e a Baleia entrarem dentro de casa latindo e sujando tudo. Parece até que estou vendo vocês dois correndo atrás deles, enquanto o seu pai ri da minha cara de brava e diz um "deixa que eu resolvo". No fundo, ele sempre resolvia, e vocês três vinham me dar um abraço de urso, para desfazer a minha cara de brava. Como não se derreter com esta cena?!

Embora eu tenha este sonho e saiba que ele nunca vá se transformar em realidade, eu quero que, de alguma forma, vocês saibam que eu sigo amando vocês dois. Sempre digo que o seu pai fez de mim uma pessoa melhor. Vocês dois fizeram de mim uma pessoa completa! E é justamente por isso que eu escrevo este texto, numa tentativa desesperada de eternizar o que vivemos nesta família que nunca existiu.

Talvez, daqui há alguns anos, vocês sejam apenas lembranças (tenho um remoto fio de esperança que o seu pai não lhes esqueça). Se assim for, serão as mais bonitas.

Obrigada por terem me escolhido como mãe, mesmo que momentaneamente. Aqui me despeço, para não chorar ainda mais. Amo vocês!

Cinderella

You May Also Like

16 comentários

  1. Que coisa linda. Tenho certeza que Deus não separa familias, que vocês ainda vão se encontrar de novo, nas mesmas condições de sempre.
    Parabéns pela oportunidade de sentir o gostinho de ser mãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. História complicada demais que provocam sentimentos que vieram à tona em meio de palavras.
      Maternidade psicológica existe?! Se sim, o texto valeu! :D

      Um beijo!

      Excluir
  2. Aiii que texto emocionante.
    Até arrepiei :(
    beijos :*

    http://www.cherryacessorioseafins.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que serviu para provocar alguma emoção. Esse saiu do fundo da alma! :)

      Um beijo!

      Excluir
  3. Oii adorei seu blog, meus parabens :)
    Estou te seguindo, me segue tambem?

    Lindo texto *-*

    http://ks-megastore.blogspot.com.br/

    Beijinhos. Obrigadaaa!

    ResponderExcluir
  4. Fê sempre com textos lindo!

    Esse especialmente me fez viajar, imaginar cada detalhe do que escreveu!

    Parabéns!

    Bjos

    http://thatsthewayilikeit.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Texto maluco, mas extremamente sentimental!
      Obrigada pelos elogios!

      ;)

      Excluir
  5. :') Fernanda Rodrigues da Silva Sauro!! o que é este texto?! Mais do que perfeito!! parabéns ao cubo!!!
    É por isso que amo seus textos. Eles me pegam de surpresa e me enchem o coração de trevos de quatro folhas de pelúcia! ;)

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)