quarta-feira, 31 de agosto de 2022

{Resenha} O tarô da criança interior, de Isha Lerner e Mark Lerner



O Tarô da Criança Interior é um dos tarôs mais divertidos que eu já recebi do nosso parceiro, o Grupo Editorial Pensamento. Escrita por Mark Lerner e por Isha Lerner (que também é autora de O Tarô da Deusa Tríplice), esse tarô nos ajuda não só a resgatar o universo infantil como a nos conectar com a nossa criança interior. Segundo Antero Alli escreveu na introdução, 

O aspecto mais revolucionário das cartas de O Tarô da Criança Interior é que elas funcionam bem, tocam e fazem ressoar as cordas da memória emocional e da vida psíquica vinculadas às histórias da infância, há muito esquecidas - cada gravura é uma história diferente. (página 17)

É possível também utilizá-lo com as crianças, atividade que é incentivada pelos autores. Há um capítulo inteiro na Parte I dedicado a esse uso. Aliás, o livro é dividido em três partes. Na primeira, os autores explicam como usar esse oráculo seja para si, para leituras para outras pessoas ou para criança. Também são apresentados seis métodos distintos de leitura. A segunda parte é destinada à descrição de todos os arcanos maiores. Já na terceira são descritos os arcanos menores. 




Nas páginas sobre os métodos de leitura há diagramas que mostram como dispor as cartas. Nas cartas dos arcanos maiores, além da explicação daquela história ou daquele personagem representado na lâmina, o arquétipo do tarô tradicional e o planeta regente a que a carta se relaciona. Já os naipes dos arcanos menores também ganharam uma nova roupagem neste baralho: paus virou varinha de condão; espadas se transformaram em espadas da verdade; copas são os corações alados e ouros, os cristais da Terra. 

Os autores recomendam que as pessoas leiam o livro como um todo antes de começar a tirar as cartas. O que posso dizer é que a leitura é muito divertida. Voltamos à infância com um olhar que é nostálgico; mas, ao mesmo tempo, fresco. Isha e Mark Lerner fazem apontamentos muito interessantes sobre cada personagem e narrativa, de modo a traçar uma ponte entre a visão que carregamos dessas histórias e olhar arquetípico para cada uma delas. 



É interessante notar como os autores estudaram cada narrativa para compor esse baralho. Além das histórias originais, eles também citam versões consagradas e cristalizadas no nosso imaginário, como as produzidas pela Disney. O cruzamento de todas as informações traz uma riqueza de detalhes grande ao momento da leitura.




Outro ponto que chama muito a atenção é o projeto gráfico. Além das belíssimas ilustrações das cartas (feitas por Christopher Guilfoil), ao abrir o livro, nos sentimos abrindo um volume antigo com páginas cheias de conhecimento seculares! O que não deixa de ser uma verdade, já que o tarô atravessa culturas há tempos.

Para quem gosta ou está buscando um jeito mais lúdico de entrar no mundo do autoconhecimento, O tarô da criança interior, de Isha Lerner e Mark Lerner, é uma grande pedida! :)


Capa.

Livro: O tarô da criança interior
Título original:
Autores: Isha Lerner e Mark Lerner
Ilustração: Christopher Guilfoil
Tradução:
Páginas: 312
Editora: Pensamento
Apresentação: Neste clássico sobre o estudo da simbologia oculta nos contos de fada, os autores, trazem um moderno sistema adivinhatório, vinculando a estrutura simbólica do tarô às histórias de nossa infância. As 78 cartas coloridas com ilustrações de Christopher Guilfoil, despertam a criança que há em cada um de nós, fazendo com que entremos em contato com os mais importantes arquétipos do mundo interior. Ao atribuir uma história arquetípica diferente a cada uma das cartas, O Tarô da Criança Interior dá um salto qualitativo, passando da vida imóvel para a animação tridimensional, à medida que cada carta adquire vida, com seu próprio começo, meio e fim. 

_____________________________________________________________
Gostou deste post?
Então considere se inscrever na Newsletter para receber boletins mensais 
ou me acompanhar nas redes sociais: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu COMENTAR COMO. Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 16 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.