terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

{Vou por aí} Constelação Clarice — a exposição de Clarice Lispector no IMS

Vem visitar a Clarice Lispector comigo!


No final do ano passado, aproveitei que tinha acabado de me vacinar com a segunda dose (agora já tomei a terceira) para ir à exposição Constelação Clarice, instalada no Instituto Moreira Salles de São Paulo até 27 de fevereiro deste ano.

Mergulhar no universo artístico sempre é ganhar asas.


Esta mostra tem curadoria de Eucanaã Ferraz e Veronica Stigger (dois estudiosos de literatura) e apresenta ao público as múltiplas facetas de Clarice Lispector. Ali, é possível ver desde documentos pessoais, a manuscritos, pinturas e objetos pessoais da autora. Além disso, também são apresentadas obras de outras mulheres, também artistas visuais, contemporâneas de Clarice (que atuaram principalmente entre as décadas de 1940 e 1970).

As máquinas de escrever de Clarice Lispector e eu. :)


As músicas nos livros de Clarice.

Objetos da casa de Clarice Lispector.

Curriculum Vitae da Clarice Lispector
(sim, até ela teve que fazer um CV na vida!)


A exposição é muito bonita e muito interessante. Por conter cerca de 300 itens da vida da autora, ao visitá-la nos sentimos como se estivéssemos visitando a própria Clarice em sua completude: a escritora, a jornalista, a apreciadora de música, a pintora, a viajante, a mãe, a mulher. Nesse sentido, os dois andares em que a mostra está instalada nos serve de aconchego ao universo da autora e aproxima todos os tipos de leitores, desde os apaixonados aos que sempre disseram ter medo de ler Clarice e aos que ainda não mergulharam na obra dela.

Clarice Lispector na praia.



Algumas cadernetas de anotações.

Documentos da Clarice.

Cartas do Carlos Drummond de Andrade para a Clarice Lispector.

Quadros sem títulos — pintados por Clarice Lispector.

Quadros Pássaro da Liberdade e Ao amanhecer — pintados por Clarice Lispector.


Eu, particularmente, fiquei muito emocionada, porque sempre que dou aulas sobre processos criativos ou sobre literatura, mostro aos meus alunos fotos dos manuscritos da autora (como acontece na videoaula abaixo que elaborei com a Aline Caixeta). Vê-los ali, de verdade, me trouxe lágrimas (sou dessas) e me inspirou demais!

Aula sobre a crônica "A morte de uma baleia", lecionada por mim e pela Aline Caixeta.


Manuscrito de A hora da Estrela.

Manuscrito de A hora da Estrela.

Manuscrito de A hora da Estrela.


Antes que alguém venha aqui dizer "ai, mas que letra feia", vale dizer que o livro A hora da Estrela foi o último escrito por Clarice Lispector. Antes disso, ela sobreviveu a um incêndio em que teve a mão queimada. Esse acidente prejudicou muito os movimentos da mão da autora.

Eu embaixo de umas das muitas citações que permeiam as paredes da exposição.
Esta, retirada do livro Água viva.




As três imagens acima mostram documentos e fotos de quando a Clarice foi convidada a participar de um congresso de bruxaria, na Colômbia. Ela foi e apresentou um conto chamado "O ovo e a galinha".


Algo que muito me impressionou foi a parede com boa parte dos manuscritos do livro Um sopro de vida. Dá vontade (e eu fiz isso!) de ficar ali lendo palavra por palavra, de levar a versão final e comparar com cada trecho que está ali (isso não fiz, mas fotografei tudo para, quem sabe, fazê-lo um dia).

Manuscritos de Um sopro de vida.


"(Autor) Será que Angela sente que é um personagem? Porque, quanto a mim, sinto de vez em quando que sou o personagem de alguém. É incômodo ser os dois: eu para mim e eu para os outros." Manuscritos de Um sopro de vida.


"Solidão. Dessas solidões em que se quer inventar Deus e não se consegue"
Manuscritos de Um sopro de vida.


Neste post eu trouxe uma pequena mostra das mais de 200 fotos que eu tirei da exposição (se você quiser ver mais, diga nos comentários). O post é só para deixar aquela vontadezinha de conferir tudo com os próprios olhos. Se você estiver em São Paulo, visite e me conte o que achou!

Retrato de Clarice Lispector (por Claudia Andujar) e eu superfeliz por estar ali.

Já se você não estiver em São Paulo, ou quiser um spoiler desta lindeza, pode assistir ao vídeo do Instituto Moreira Salles com uma visita guiada pelo curador, Eucanaã Ferraz, pela exposição:


Constelação Clarice

De: 23/10/2021 a 27/2/2022
Quando: Terça a domingo e feriados (exceto segunda) das 10h às 20h. (Última admissão: 30 minutos antes do encerramento.)

Galerias 1 e 2 — 6º e 7º andares
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP 

Bem próximo às estações Consolação (linha 2 — verde) e Paulista (linha 4 — amarela) do metrô.
Entrada gratuita (mediante apresentação de certificado de vacinação, documento oficial com foto e uso correto de máscara).

_____________________________________________________________



4 comentários:

  1. Caramba que sensacional!!
    Eu acho a Clarice Lispector incrível, que legal ter ido numa exposição dela.
    Eu iria amar, tenha certeza que foi um passeio super legal.
    Sobre ter vergonha de tirar fotos, muitas vezes eu tenho, mas estando com meu namorado ou amigas eu não ligo muito não. Hoje em dia tirar fotos em público é tão normal, eu pelo menos sempre vejo as pessoas tirando fotos etc na rua, esses dias tinha uma menina no shopping gravando um vídeo sozinha, admirei!
    Outra coisa que ajuda a não ter vergonha é pensar que as pessoas que estão te observando daqui 5 minutos nem vão mais lembrar quem você! :)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que essa exposição deveria rodar o Brasil! É linda e necessária <3

      Faz sentido isso de "não vão lembrar mesmo" aushausuas

      Beijo!

      Excluir
  2. Minha linda eu amei demais ver que já tomou a terceira dose e que conseguiu sair. Amei o passeio que você fez e visitar exposições é maravilhoso, a exposição estava linda e mesmo por trás da máscara deu pra ver que estava sorrindo e feliz.
    Beijos.



    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, sorri demais mesmo! :)
      Sobre a vacina, se vacinar é saúde individual e coletiva, mas também é resistir a um governo que se ver ok com tantas mortes.

      Beijos

      Excluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu COMENTAR COMO. Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 16 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.