quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Carta manifesto da minha recusa

Foto por Huyen Pham, via Unsplash.


do mesmo modo que você me rejeitou,
eu meu recuso.
me recuso focar nos problemas,
na falta do desejo,
nas discussões do dia a dia.
me recuso pensar
que foi na nossa convivência que eu desejei
e parei de desejar
a maternidade,
que você levou um pedaço grande
que ainda me faz falta no peito
— e que sempre fará.
me recuso, mesmo sabendo
que fui eu que deixei que você levasse esse pedaço,
que a responsabilidade é toda minha.
a maior de todas as recusas, contudo,
é a de permanecer observando
a sua vida de longe enquanto digo que nada acontece por aqui.
isso, meu caro, não é verdade
e não tem porque ser.
meu coração nunca vai deixar de ser inocente e sonhador.
sempre haverá dias em que o amor transbordará.
isso é da minha natureza, e eu a preservo com força
mesmo que signifique perder vez ou outra.
posso ter demorado
— meu ritmo sempre foi distinto —
contudo, saí do fundo do poço e ainda respiro.
meu corpo letárgico passa bem e sonha.
ele deseja todos os toque que você rejeitou,
todas as declarações que você não fez.
meus pulmões se enchem recolhendo mais oxigênio
e meus olhos, tão míopes, se readaptam à claridade.
a superfície é colorida,
eu aceito que ela me envolva.
eu sonho, desejo e mereço.
o sentimento do mundo brota no meu peito:
me rompo e me abro para ele,
porque cada célula de mim é feita de esperança,
de uma esperança apaixonada, dessas que fazem os olhos brilharem
e as palavras se atropelarem de tanta empolgação.
eu sou minha essência e nada no mundo
— muito menos a dor que você me causou —
vai me roubar isso.
meus joelhos se ralaram com a queda,
no meu corpo ainda restaram cicatrizes,
entretanto, essas marcas são exatamente o que elas são.
elas não me definem.

_____________________________________________________________

14 comentários:

  1. "me recuso focar nos problemas,
    na falta do desejo,
    nas discussões do dia a dia."

    Esse trecho dá para estampar e colocar ao lado da cama, para todo dia ao levantar olhar e repetir como um mantra, e assim já começar o dia com boas intenções!

    Esse é aquele tipo de texto que ainda que você tenha vivenciado algo parecido, passa a viver através da leitura. Ao mesmo tempo que doí também acalenta. Parabéns Fer por nos fazer sentir através de suas palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico feliz que tenha gostado e que, de algum modo, meu texto acalente. :)

      Um beijo :*

      Excluir
  2. UAU! Que texto forte e necessário!
    Adorei, parabéns!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale!
      Fico muito feliz que você tenha gostado e que meu texto tenha ressoado de algum modo!
      Um beijo :*

      Excluir
  3. mas que poema mais lindo
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. tao lindoooo!


    Um beijo.
    Ha det bra!
    Leidiane Holmedal | leidianesbueno@gmail.com
    Watermelon Curly
    Instagram Watermelon Curly

    ResponderExcluir
  5. Que possamos nos desvencilhar de todos esses sentimentos ruins.

    Boa semana!

    O blog está em Hiatus de Inverno entre 02 de agosto e 02 de setembro, mas comentaremos nos blogs amigos nesse período.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  6. Oi Fernanda,
    Que lindo poema cm sentimento tão profundo.
    Deu pra sentir uma dor nele, mas o tempo todo misturado com a esperança em dias melhores.

    Até mais;
    Mente Hipercriativa | Universo Invisível

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helaina!
      Viver é se equilibrar entre a dor e a esperança, não?

      Um beijo

      Excluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 14 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.