domingo, 28 de fevereiro de 2021

Retrô mensal #7: fevereiro/2021

Buenos Aires, 2015.



Don't let go when the daylight's gone (Let go)
'Cause it's always darkest before the dawn, I breathe (Oh, I breathe)
When the cold air starts filling up my lungs (My lungs)
When I hate the things that I've become, I breathe (Oh, I breathe)
Breathe - Backstreet Boys

Fevereiro foi um mês difícil. Emocionalmente difícil. Foram três semanas tentando lidar com um universo interno querendo explodir, sem saber exatamente como. Vulcões causam estragos, mas o fogo também é força criadora. Seguimos.

Tento observar a vida de uma perspectiva mais elevada. É possível ter a visão do todo? Tento. Sei que a vida é feita de ciclos — uns mais curtos, outros mais longos — e que, portanto, a pandemia é só um mais um deles. O foco agora é chegar viva até o final dele. Seguimos.

A arte foi fundamental para mim ao longo desses 28 dias. Tenho certeza de que se não fossem a literatura e a música, eu não teria chegado viva até aqui. Lenine aprendeu com o pai que a música é uma conexão com o divino. Concordo com ele. As artes sempre me são uma tábua de salvação.

#Retrô de boa

  • Fevereiro foi intenso, mas igualmente fundamental para estreitar alguns laços que me parecem muito importantes;
  • Minha irmã, que é profissional de saúde, e minha vizinha, que é como uma avó para mim, foram vacinadas;
  • Kevin com o Nick fizeram uma live antes da final do Super Bowl que foi uma delícia de se ver. Calhou que a live foi em um dia em que eu estava bem mal, então foi ótimo vê-los (e ver as crianças também!) e dar um pouco de risada. Saudades deles e de ir a shows;
  • Consegui fazer um encontrinho virtual com a Boo e com a Mai. Passamos mais de três horas desabafando sobre a vida. Foi incrível.
  • Entrei em um processo de aprender a controlar melhor as crises de ansiedade (com direito a ter que fazer tarefas de casa da terapia e tudo). Estou esperançosa;
  • Trabalhei bastante no livro novo! Yay! :)
  • Comecei a notar as mudanças do Pilates no meu corpo. Observar tudo isso tem sido uma redescoberta carinhosa comigo mesma.
  • O Lenine fez um show lindo para o projeto do SESC verão. Eu achei muito interessante que, durante a semana eu comentei no Instagram que estava com saudade dele. Dias depois ele falou que faria o show. Acho legal quando estas coincidências acontecem. Ele foi impecável como sempre. É nítida a falta que ele tem dos palcos. Sentimos todos essa falta de poder aglomerar com gente que está na mesma vibe. 


  • O Pearl Jam publicou uma versão de Daugther no canal deles que também me deixou feliz. Meu sonho é viver isso ao vivo. Espero que o corona deixe um dia...


  • No fim de fevereiro, o primeiro álbum da Jessie J, chamado Who you are, fez dez anos!!! O tempo anda voando tanto, mas há coisas que não envelhecem e as músicas desse disco são exemplo disso. Para comemorar ela lançou alguns vídeos de uma performance acústica que ela fez em 2019. Coisa mais linda do universo! :)
 
  • A Marina Colasanti publica uma crônica no site dela, sempre às quintas-feiras. Ler o que a Marina escreve é, para mim, uma aula de escrita e um deleite como leitora.  Em fevereiro, eu me identifiquei tanto com A difícil arte de jogar fora, que vou deixar o link aqui para vocês.

#Retrô para melhorar

  • Entender que algumas coisas só acontecem na minha cabeça. Esse é um desafio diário que talvez seja eterno;
  • Com isso, acabei mudando a minha área de foco do ano. Não adianta eu querer estudar sem estar bem psicologicamente falando. Os estudos continuam no radar; mas, como disse no começo do post, o foco é sobreviver à pandemia com o mínimo de dignidade.

O que teve no Algumas Observações em fevereiro


No canal

Ontem aconteceu a terceira edição do Café Notável. Eu conversei com a Moni Souza. Para ver, aperte o play: 



É isso! 
Que março seja melhor. Que todos nós estejamos rodados de amor. Sigamos.

_____________________________________________________________

2 comentários:

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 14 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.