Carta a São Valentim

by - quinta-feira, fevereiro 14, 2019

Imagem: LUM3N.
Caro Valentim,
escrevo-lhe esta carta porque você é quem entende do assunto. Não sei bem o que você pensa dos dias de hoje e se vê as atitudes das pessoas com bons olhos, mas resolvi tentar mesmo assim. Espero que a gente se entenda.

Veja bem, tenho 32 anos e ainda não compreendi se esse lance de amor romântico é para mim. Na verdade, amor -- desses que geram o tal "e viveram felizes para sempre" -- eu nunca conheci. Aliás, Valentim, não sei quem foi que inventou esse lance de "felizes para sempre", mas olha, queria matar esse cidadão. Espero, de verdade, que não tenha sido você ou o Antônio; porque, se foi, só digo uma coisa: ou vocês não sabem de nada ou se aproveitam do privilégio de serem homens. Para nós, mulheres, não está fácil. Nunca esteve fácil.

Ok, ok, me desculpe pela afronta, não quero soar grosseira. O lance todo é que são trinta e dois anos só me apaixonando por embustes. Estou cansada. Não rolou com nenhum amigo de infância, nem da vida adulta. Não trabalho com muitos homens, os que estão por aqui são casados, e Deus me livre furar os olhos de alguém! 

Há dois anos, pensei que o Antônio resolveria este problema depois que peguei duas imagens dele do buquê que a minha prima jogou no casamento dela, mas isso também me parece que é uma lenda, não é? Até nada até agora. Será que você é melhor que ele nesse sentido? Vocês trabalham juntos? Ou vocês se dividem: ele casa os falantes anglo-saxões, e você, os latinos?

Imagino que tanto você quanto o Toninho tenham muito trabalho para fazer; porque, pelas conversas que tenho com as minhas amigas solteiras, a vida não está fácil pra ninguém. Seja em shopping, balada, bar, parque ou Tinder, os homens não estão colaborando com os serviços matrimoniais que vocês prometem cumprir. A propósito, além do prazo de espera andar longo, se as mulheres pudessem reclamar de vocês no Procon ou no Reclame Aqui, a lista seria um tanto infinita. Já mencionei que só conheci embustes, não? Pois é! A qualidade do produto está péssima também.

Eu sei, eu sei. O meu grau de exigência é grande. Tem que ser inteligente, carinhoso, responsável, fiel, gostar de viajar (e ir a museus durante as viagens!), gostar de de fotografia e de andar pela cidade, não querer ter filhos (ou ter um adotivo), amar a minha família e os meus amigos, ser gentil, conseguir arrancar aquele sorriso fácil mesmo quando os meus dias são difíceis, maratonar Friends, aguentar as minhas loucuras de fã, olhar o céu, ainda saber dividir as conversas e os silêncios. São muitas especificidades, contudo, tanto você quanto o Antônio têm contato direto com o Divino, não? O que são especificidades para quem tem acesso ao Todo Poderoso?

Enfim, acho que esta carta ficou meio sem pé e sem cabeça, então me despeço por aqui. Que no ano que vem você já tenha me dado um amor para chamar de meu.

Feliz seu dia,

Fernanda

_____________________________________________________________

You May Also Like

12 comentários

  1. Adorei a carta!! Hahahahaha..
    Estou na mesma situação que você, mas prefiro não escrever nada para sto Antônio, nem pra São Valentim, porque: quem me dera, mas Deus me livre!! Hahahahahaha....

    Beijuss;
    Mente Hipercriativa
    FanPage Mente Hipercriativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus me livre, mas quem me dera! aushuahsuahsuahs
      Bem isso!

      Mas a ideia era só soar engraçadinha mesmo!

      Beijos!

      Excluir
  2. Estou lendo seu texto e rindo, mas é de nervoso Fer. Concordo contigo e não tá fácil ser mulher e solteira nesse mundo caótico. Mas talvez o nosso erro seja apelar para os homens nessa situação, Santo Antônio, São Valentim, Cupido... Acho que deveríamos tirar um tempinho e quem sabe escrever cartas para Julieta vai que dá certo né?

    obs: Sua crônica ficou ótima, adorei!

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito de ler! :) Esse alguém especial, cheio de especificidades, aparecerá, um dia! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      Se não aparecer, a culpa é do Valentim. auhsauhsauhs

      Beijos

      Excluir
  4. Amiga, tá difícil mesmo! Curti a carta, vamos ver como será a resposta.

    ResponderExcluir
  5. Fernada,
    Embora eu saiba que o assunto é sério, achei a carta divertidíssima e concordo com você (e você sabe rs).

    Como está difícil. Eu não entendo por que as coisas ficaram tão complicadas...

    Boa sorte pra nós!
    Um beijo,
    Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Line!
      A vontade era que fosse divertida mesmo. Sabe aquele lance de rir de si mesmo? Bem isso.

      Boa sorte!

      Excluir
  6. Carta maravilhosa. As vezes eu tenho esse mesmo sentimento.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog está em HIATUS DE VERÃO até o dia 23 de fevereiro, mas tem post novo. Comentarei nos blog amigos nesse período.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Então bem-vindo ao clube dos solteiros esquecidos pelos santos do amor! hehehehe

      Um beijo!

      Excluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)