BEDA agosto/2018 #22 — {Vamos falar sobre escrita?} A temida lista de clichês

Você gosta ou não dos clichês?
(imagem: congerdesign)

Há quem recrimine os clichês, classificando-os como os vilões da boa literatura. Por outro lado, há quem os defenda, dizendo que a vida é um grande clichê. Independentemente de qual lado você esteja, é bom usá-los com consciência, de forma a não parecer que você, escritor, não domina a linguagem. Abaixo, segue uma longa lista de clichês para consulta:

A cada dia que passa
Abraçar uma causa
Abalar os alicerces
Agora é que são elas
Agradar a gregos e troianos
Amigo pessoal
A nata da sociedade
Antes de mais nada
Ao apagar das luzes
Aquecer as turbinas
Aparar as arestas
Apostar todas as fichas
Arrebentar a boca do balão
Ataque fulminante
A todo vapor
A toque de caixa
A união faz a força

Barulho ensurdecedor
Bater de frente (com alguém)
Bater na mesma tecla
Bêbado de cair
Botar a boca no trombone
Botar banca
Brincar com fogo

Cair como uma luva
Cair pelas tabelas
Caixinha de surpresas
Calorosa recepção
Caminho já trilhado
Chover canivetes
Chover no molhado
Chutar o balde
Com a boca na botija
Concordar em gênero, número e grau
Correr por fora

Da boca pra fora
Dar a volta por cima
Dar com os burros n'água
Dar na telha
Dar nome aos bois
De dar água na boca
Descascar o abacaxi
De mão beijada
De braços abertos
Dispensar apresentações
Divisor de águas
Do Oiapoque ao Chui

Efeito dominó
Elo de ligação
Em sã consciência
Em nível de
Erro gritante
Estar no páreo
Estar no vermelho
Estar para lá de Bagdá
Estrondoso sucesso

Faca de dois gumes
Fazer das tripas coração
Feito barata tonta

Gerar polêmica

Hora da verdade

Injeção de ânimo
Ir por água abaixo

Jogado às traças

Lavar a alma
Leque de opções
Lugar ao sol
Luz no fim do túnel

Mexer num vespeiro

Na ordem do dia
No fundo do poço
Nem Jesus agradou todo mundo
No apagar das luzes

Ovelha-negra

Página virada
Passar em brancas nuvens
Passar em branco
Passar por poucas e boas
Pedaço de mau caminho
Pegar no tranco
Pegar o bonde andando
Pelo andar da carruagem
Pensar com os seus/meus botões
Perda irreparável
Pergunta que não quer calar
Pisar na bola
Pôr a barba de molho
Preencher uma lacuna
Prejuízos incalculáveis

Quebrar o protocolo

Rasgar o verbo
Recarregar as baterias
Requintes de crueldade
Respirar aliviado
Rodar a baiana
Rota de colisão
Ruído ensurdecedor

Sair do armário
São coisas da vida
Sede de vingança
Sentir na pele
Separar o joio do trigo
Ser o azarão
Sonora vaia

Tecer comentários
Tirar a barriga da miséria
Tirar de letra
Tomar um banho de loja
Trair-se pela emoção
Trazer à tona
Trocar farpas
Trocar figurinhas

Usina de ideias

Verdadeiro tesouro
Verniz de cultura
Vestir a camisa
Via de regra
Visivelmente emocionado
Vítimas fatais
Vitória esmagadora
Vivendo e aprendendo
Viver é lutar
Voltar à estaca zero

Você se lembra de mais algum clichê que não consta nesta lista? Se sim, deixe-o nos comentários. ;)

_____________________________________________________________

You May Also Like

1 comentários

  1. Que lista bacana! Preciso ficar de olho porque notei algumas frases que uso bastante ao falar sabe? E a tendência é que a gente leve isso para os nossos textos. Eu quero melhorar a minha escrita. Estou escrevendo menos porque mudei de área na profissão. Além disso, estou com o blog num ritmo mais lento. Quero impulsionar os textos no blog e praticar mais sabe?
    Adorei as suas dicas.
    Beijo,

    Hida

    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir

Olá!

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o blog? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)