Números

by - 10:37 PM


às vezes que eu me perdi
os tantos laços desfeitos
pretéritos imperfeitos
sempre sem fim

os que me deixaram de lado
e os que de lado deixei
as relações espaçadas
amor que nunca ganhei

aquela conta que não fecha
os números se convergindo
poema que me força a pensar
no que seria a parte boa da vida

_____________________________________________________________

You May Also Like

7 comentários

  1. Essa ideia de números convergindo sempre me assusta, sabia? Quando mais nova não acreditava que era possível contabilizar os estragos e as vitórias; cresci e fico preocupada com a possibilidade da conta jamais bater.
    Essa sua forma suave de quebrar fronteiras sempre acalma.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o seu poema. Eu não gosto de pensar em números.
    Beijinhos!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  3. Que bonito seu texto, é louco pensar que tudo tem uma lógica matemática pras formas, pro tempo, pra velocidade das coisas :) Muito interessante!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  4. Olá! Tudo bem?
    Adorei esse teu poema... tão curtinho, mas tão aconchegante!
    Já estou te seguindo... poderia me seguir também?!
    Link ~>Misto Quente !
    Um abraço ;*

    ResponderExcluir
  5. PESADISSIMOOOOO!
    UHAUAHAUAHAUAHA.
    Muito bom!
    Essas relações pretéritas. Sentimentos póstumos que nos fazem refletir sobre o que realmente vale a pena. Adorei. 💥🔥💘

    ResponderExcluir
  6. Ok, não preciso nem dizer que amei. Mas sinto a necessidade urgente de dizer que consegui imaginar MUITO uma música com essas suas palavras! Tu já pensou em escrever letras? Acho que seria demais, sério.
    Você escreve muito bem. Amei!

    Beijos,
    Bi.

    - http://www.himoonlight.com

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)