{Resenha} Filme: Papa Hemingway: Una História Verdadeira

"Nosso único valor como humanos são os riscos que nos dispomos a tomar".
(Ernest Hemingway)

Sob a direção de Bob Yari, o drama biográfico Papa Hemingway: Una História Verdadeira narra o início da amizade entre o jornalista americano Denne Petitclerc (no filme, Ed Meyers) e o escritor Ernest Hemingway e sua esposa Mary. 

Entre idas e vindas de Ed Meyers a Havana, Cuba, Papa Hemingway (como Ernest preferia ser chamado), passa a conhecer mais a história de vida de jovem jornalista e a ajudá-lo a encontrar a sua voz como escritor. Ed, por sua vez descobre todas as nuances do temperamento do autor que sempre o inspirou. Tudo isso acontece a partir de 1959, então, temos como pano de fundo a Revolução Cubana, com toda a sua truculência rondando os personagens.


"A man alone ain't got no chance". (Ernest Hemingway)
Na cena: Ed Meyers (Giovanni Ribisi) e Hemingway (Adrian Sparks).

Por termos sempre o ponto de vista de Ed, conseguimos acessar um lado da vida de Hemingway que nem todos conheciam: aquilo que estava na vida privada do vencedor do Nobel de Literatura de 1954. Sendo assim, é interessante observar como Papa Hemingway aborda o contexto do escritor de sucesso (vencedor de um Nobel) e suas lutas internas contra os próprios sentimentos, o bloqueio criativo, a fama, o sistema político. Em alguns momentos, o espectador é levado a refletir sobre o que é a liberdade, o amor e como lidar com a morte (que, lenta ou rápida, é sempre devastadora).

Cartaz do filme no Brasil.

Para quem nunca leu algo do Hemingway, o filme gera no espectador o desejo da leitura. Para quem já o leu, surge a vontade de ler mais. A película nos introduz o gênio e sua mania de contenção. Ser enxuto e, portanto, preciso é um dos lemas do autor e isso fica bem claro durante as conversas que ele trava com o Ed sobre a escrita.

Na cena: Ed Meyers (Giovanni Ribisi), Hemingway (Adrian Sparks) e Mary Hamingway (Joely Richardson)

O roteiro do filme foi escrito pelo próprio Denne Petitclerc, que seguiu amigo de Mary Hemingway, após a morte de Ernest. Vale ressaltar que o longa foi gravado nos cenários reais em que a amizade se deu, o que inclui a casa em Hemingway viveu em Cuba (hoje, um museu), e que a locação é incrível, tornando a fotografia impecável. Sobre isso, o diretor do filme, Bob Yari, relata que lidar com as diferenças de infraestrutura EUA x Cuba foi complicado e que a equipe americana teve que se adaptar ao ritmo cubano. Ainda bem que tudo deu certo e que eles conseguiram rodar um filme tão belo!

Filme: Papa Hemingway: Una História Verdadeira
Título Original: Papa Hemingway in Cuba
País: EUA, Canadá
Duração: 1h50
Gênero: Drama, Documentário
Classificação etária: 14 anos
Direção: Bob Yari
Elenco: Adrian Sparks, Giovanni Ribisi, Minka Kelly, Joely Richardson, Shaun Toub, James Remar, Daniel Travis
Sinopse: Durante a Revolução Cubana, um jornalista vai a Havana entrevistar Ernest Hemingway, o escritor e aventureiro que o inspirou.




Desculpem, mas não encontrei um trailer com legendas em português. :(
A informação feliz é que tem o filme lá na Netflix. :)

_____________________________________________________________

You May Also Like

6 comentários

  1. oi, oi!

    ain, que bom que tem na netflix! facilita demais minha vida... vou já colocar na minha lista. :)

    infelizmente não conheço o escritor, tampouco li algo dele, masssss... como vc disse que a história gera a vontade de conhecer ainda mais sobre ele, com certeza vou dar uma chance. amo quando isso acontece comigo. <3

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriel,
      ele (o Hemingway) tem um estilo bem conciso. No filme, dá pra ter um pouco da ideia que ele traz. Acho que você vai gostar! ♥

      E Netflix salva vidas, né nom?!

      Beijos!

      Excluir
  2. Adorei os textos do Hemingway; obrigada pela dica!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yay! Que bom que você foi atrás do Hemingway e que gostou! ♥
      Fiquei feliz com isso :)

      Beijos

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)