sábado, 16 de janeiro de 2016

O amor que nunca morre

Amor na Praça dos Ciclistas em São Paulo.

Não quero acreditar que o amor morreu. É impossível que sentimento tão belo se acabe assim.

Os beijos, os abraços, as carícias e carinhos, nada disso pode ter se dissipado como se fora a neblina em um belo dia ensolarado. Eu, que já fui sol e tempestade, não quero crer que agora sou apenas nuvens sem a menor graça.

Você levou consigo o meu céu azul?! Você deixou só os resquícios do mau tempo? Você não sente falta dos raios quentes de verão?

O amor que há em mim não pode ter morrido. Recuso-me a acreditar. Não posso me render a sua morte assim, sem luta. O falecimento do amor é triste, praticamente uma terra sem lei. Quando não se ama, não se importa. Mas eu me importo! E muito! Tanto que estou aqui, de braços abertos, continuando a desejar um beijo seu.

_____________________________________________________________

12 comentários:

  1. oi, oi.

    sempre quando eu quebro a cara em algum relacionamento eu penso dessa maneira: acabou! nunca mais irei amar ninguém. mas, daí, aparece outra pessoa e nos traz a resposta de que ele nunca acaba. às veze entra em hiatus, mas sempre volta. sempre.

    adorei o teu texto! <3

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor é lindo justamente por ser um sentimento que renasce! :D
      Que todo mundo encontre alguém que o valorize, esse é o meu desejo.

      Beijos ♥

      Excluir
  2. Oi, Fê!
    Que lindo e profundo o seu texto!
    Eu ainda acredito no amor, e, pra mim, ele não morreu... só se esconde de vez em quando e para algumas pessoas, sendo ele de todos os aspectos: romântico ou não.
    Adorei o seu post, me fez pensar bastante sobre isso...
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiiiiim, é exatamente o que penso também, Kath.
      Ele entra em hibernação, mas nunca deixa de existir! ♥

      Beijos

      Excluir
  3. Também não consigo imaginar uma vida sem amor, seja qualquer tipo de amor. Isso não existe pra mim rs
    Beijos! =**

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo post!O verdadeiro amor nunca morre!
    Gostei mt do seu blog e já to seguindo, se puder me segue tb, bjus!

    bomhumornaosaidemoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rebecca!
      Obrigada pelo comentário e por seguir!
      Concordo que o verdadeiro amor não morre. :)

      Beijos

      Excluir
  5. Fê, lindo texto, mas não acredito que o amor morra. Ele só muda de sentido. Difícil explicar.

    Também me recuso acreditar que o amor morreu...a paixão até que pode ter se apagado, mas o amor não!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso a minha recusa a acreditar que ele morra. No fim, tudo dá certo!

      :D

      Beijos

      Excluir
  6. O amor nunca morre, ele apenas se transforma.
    São fases, e graças a deus somos mutáveis.
    Quando algo amadurece ás vezes pensamos que se foi, mas estará
    sempre ali conosco, até enxergamos.
    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...