sábado, 26 de dezembro de 2015

{Vou por aí} (Instituto de Pesquisas) Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Oi, gente!
Hoje vim contar mais da última viagem que fiz ao Rio de Janeiro. Desta vez, o nosso destino é o Jardim Botânico carioca, lugar muito visitado por turistas e, pelo o que as meninas me disseram, por noivos que usam a beleza natural do local para as fotos do álbum de casamento.

Eu, no lugar preferido das noivas.

Fazer esta visita com duas amigas queridas foi muito divertido. Elas aproveitaram para me fotografar, e eu nem preciso dizer o quanto isso rendeu muitas risadas, preciso?


Selfie com azamiga: Lívia, eu e Gi.
Sobre o lugar em si, não me admira todo mundo querer fazer fotos por lá. O espaço é grande e tem uma beleza de tirar o fôlego! Os únicos pontos que estranhei foram o chão de areia (pois é, pensem na areia no tênis pós noite chuvosa ¬¬) e o fato de não poder entrar comida. Ali seria um espaço extremamente gostoso para fazer piqueniques. 

Chão de areia, pós chuva noturna.

Para quem não sabe, segue um pouco da história: o jardim botânico carioca foi aberto após o regente português, Dom João, decidir que o Rio precisava uma fábrica de pólvoras e de um espaço que acolhesse diversas espécies de plantas vindas de várias partes do planeta. A fundação do Jardim foi em 13 de junho de 1808 e seu nome oficial, desde 1995, é Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro. A instituição é vinculada ao Ministério do Meio-Ambiente, sendo referência mundial no estudo e pesquisa nas áreas de botânica e conservação ambiental.

Árvores antigas. ♥

Lívia e eu no caminho das palmeiras - acho que era esse o nome da ruazinha.
O mesmo lugar, por outro ângulo. Na imagem, palmeiras-imperiais.

O fim de semana em estive lá (em setembro) foi considerado frio para os padrões cariocas - ameno, para nós, paulistas - então, não sofremos com o calor ao andarmos pelo espaço. Havia alguns grupos de fotógrafos, muitos pais com crianças e grupos de estrangeiros (até ajudamos dois deles a encontrar o caminho de volta ao metrô no final do nosso passeio).

Além das plantas, há algumas espécies de aves por lá. É muito gostoso poder não apenas ouvir os cantos entre a vegetação, como poder ver alguns pássaros comendo pelo chão.




O espaço também abriga muitas esculturas, fontes e pequenos riachos, o que traz um ar histórico ao Jardim. Conforme vamos andando pelas ruazinhas, nos deparamos com estas formas de artes. Entretanto, como amante das Letras, o que mais gostei foi o espaço dedicado à Clarice Lispector. Os banquinhos, pelo o que entendi, são patrocínio da editora Rocco - pelo menos, tem o nome deles lá! - e trazem trechos da autora, que falam sobre o Rio de Janeiro.

Uma das esculturas. Esta fica em um pequeno mirante (?), em que temos a vista para parte do Jardim.

Pequeno riacho. Uma pena que próximo dele havia uma placa dizendo: água não potável. :(

Espaço Clarice Lispector (A Lívia que tirou essa foto fofa minha lá!).
Detalhes dos bancos. :)

Há ainda mais três espaços que são diversificados: o cactário, o orquidário e o bromedário. Os três são ambientes totalmente distintos do restante do Jardim Botânico, o que nos aproxima das três espécies de plantas.

Cactário.
Algumas das orquídeas do orquidário.
Vista do bromedário.
Tudo muito lindo, não?
Então anote aí e programe a sua visita:

Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Ingresso: R$9,00 - atenção: eles não aceitam cartão, só dinheiro!
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
Rua Jardim Botânico nº1008
Rio de Janeiro - R.J.
CEP: 22470-180
Telefones: (21) 3874-1808 |  (21) 3874-1214
Site: http://www.jbrj.gov.br/
_____________________________________________________________

6 comentários:

  1. Fê! Foi muito divertido nosso passeio pelo Jd Botânico! E que bom que veio em setembro, porque agora não pode mais tirar foto por lá. Claro que turistas continuam podendo (acho), mas pra fazer photoshoot agora tem que pagar, porque essa galera que ia tirar foto acabava depredando os lugares por não respeitarem a natureza. Esse é o mesmo motivo de não poder entrar com comida, muito menos fazer piquenique, porque as pessoas não respeitam a flora local e no Jd Botânico tem espécies de plantas que só existem lá, então imagina perder essa "galera" toda?
    Beijoca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Li!

      Então, falei do lance do piquenique, porque ele é permitido aqui no Jardim Botânico de São Paulo - e a galera respeita!
      É uma pena esse lance das fotos. A galera já paga para entrar, não deveria ser assim.
      Mas o lugar é lindo e isso é o que importa! :D

      Beijos e obrigada pela companhia!
      :*

      Excluir
  2. O RJ tem lugares lindos mesmo. Uma pena que não pode entrar com comida, lá dentro tudo é caro :( e agora estão cobrando pra quem quer tirar fotos pra casamento/15 anos, etc.
    As fotos ficaram lindas! :)
    Meu brógui <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena esse lance da comida.
      Obrigada pelo elogio às fotos! :D

      Beijos :*

      Excluir
  3. Minha foto favorita foi a do bromedário, dá uma impressão de época antique, de bélle époque não dá? hahaha, adorei. Você fotografa muito bem! ♥
    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marina!
      O bromedário é muito fofo. Eu tbm achei que a fonte dá um ar vintage ao local! :D
      Obrigada pelo elogio! ♥
      Beijos!

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...