quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Implicância Linguística: As coisas

Você já parou para pensar nas coisas que escreve?!

Não sei se você faz este tipo, mas tem gente que adora a coisa. Não que eu saiba exatamente o que é a coisa ou qual é o seu tamanho, mas o fato é que a tal coisa é idolatrada por aí mais do que a Lady Gaga e o Justin Bieber (ok, muitas pessoas que não são fãs, consideram os cantores citados como "coisas" também, o que não é o meu caso - ainda que não seja fã deles). Estranha ou não, muitas vezes ela é uma força marcada pela incógnita de não ser citada!

O professores de Língua Portuguesa têm aversão à coisa. A razão?! Ela é, em boa parte dos casos, indeterminada, sendo usada pelo redator/falante para "encher linguiça" em um discurso vazio. Muitas vezes, a tal coisa é superficial e tão genérica, que não nos leva (redator/falante, leitor/ouvinte) a lugar algum. Não é à toa que costumo dizer que o discurso político foi "aquela coisa...".

Ok, agora você está se perguntando se a minha implicância linguística está pregando o fim da coisa, certo?! Não necessariamente! Para dar uma coerência ao seu texto você deve se certificar se o termo "coisa" se refere a algo que já foi citado anteriormente. Se sim, o seu leitor/ouvinte saberá do que se trata a tal coisa abordada. Para quem é do time que gosta de coisificar tudo, a atenção deve ser redobrada! (A gente sempre deixa passar algo sem querer!)

Um texto sem coisas acaba se tornando mais fluido e, normalmente, composto por um vocabulário mais abrangente, uma vez que seu autor é forçado a usar sinônimos e outros recursos linguísticos (como a elipse) para se referir ao termo mencionado (este texto seria outro sem tantas coisas!).

Que tal tentar cortar as coisas excedentes dos seu textos e da sua vida?! Vamos tentar?! 

20 comentários:

  1. Ótimo texto.. gostei muito.
    Aqui em Minas, a coisa vira "trem".
    Beijos, Aline
    http://24diasdeprimavera.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro Minas! <3
      Amo tudo, até o "trem"! hehehe

      Um beijo!

      Excluir
  2. nossa Fer! que demais! voce arrasa!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, o texto está incrível!!
    Adorei ^^

    http://lescrevendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkkkkkk bem legal! Eu amo a coisa kkk minha implicância linguística é outra hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora fiquei curiosa! Qual é a sua implicância?!

      Um beijo!

      Excluir
  5. Oi, Fernanda!
    Adorei o texto!
    Tenho um gosto particular por textos que abordam fatos da língua. Mas, acima de tudo, gostei do seu jeito de expor isso (se a escrita não for boa o assunto é o que menos importa!)

    Adorei o blog!
    Um beijo, Mariana Motta
    do blog http://felicidadeincondicional.com.br/blog/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Que bom que você gostou! :D
      Acho que abordar os aspectos linguísticos com bom humor é o melhor caminho! :D

      Um beijo!

      Excluir
  6. Adoreei o texto! Eu tinha mania de coisar tudo, mas agora deixei a coisa de lado e a vida ficou mais abundante! Mais aberta, rs.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Vivian!
      Ficar coisando dá coisas! uahahah

      Um beijo!

      Excluir
  7. Muita gente coisa a coisa e não diz sobre que coisa fala, né?!
    Gostei do texto!
    :*

    http://sesobrarpapel.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! :P

      Eu gosto de saber do que a coisa se trata!

      Um beijo!

      Excluir
  8. Tem gente que coisa tanto a coisa que a gente nem sabe sobre que coisa tá falando, né?
    Gostei do texto!
    :*
    http://sesobrarpapel.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. A Aline falou a verdade! aqui é "trem". E, pelo menos pra mim, virou aqueles vícios de linguagem! hahahaha adorei o texto! parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. iii então o dia que a gente conversar pessoalmente você vai morrer de rir do meu minerês rsrsrsrsrs

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...