Sexta, à noite

A irmã de coração, Carol Vayda; a nova amiga, Denise Brigido e eu. 

Passei a semana a volta de um texto. Era um artigo de jornalismo literário sobre produção independente, lição de casa da pós-graduação. Trabalhar com fatos é uma tarefa difícil para quem sempre quer inventar histórias... Talvez a minha dificuldade não seja com o jornalismo e seu tom literário, mas com a entrega por encomenda. Estou me adaptando, aprendendo a lidar com isso de escrever com prazos e número de palavras. É muita matemática para pouca abstração. Sou de humanas. Um dia aprendo.

O fato de parir um texto difícil, mesmo que seja escrito a quatro mãos, me deixou exausta. Sabia que precisava sair, arejar as ideias, mas não tinha tanta certeza se a coragem venceria a preguiça. Muita vontade e pouco ânimo.

A saudade da irmã de coração me venceu e lá fui eu correndo para banho, vestido, metrô. Senti-me nocauteada, entretanto, quando vi aquela fila enorme para passar a catraca da estação. Falha na Vila Mariana. Atraso no encontro previsível. Raiva, incontestável. 

Cheguei atrasada, bem atrasada, com aquela sensação de que não deveria ter saído de casa. A irmã e a nova amiga estavam com fome; e eu, na velha mania, resolvi que toparia descontar a minha revolta na comida. Esfirras, kibes, pastéis e o a taça de suco de laranja - gosto herdado por minha mãe - e histórias engraçadas para acalmar o coração.

A noite de outono estava calorosa como um dia no auge do verão. Do restaurante à livraria no fim de expediente, mais dois livros na conta: A máquina de caminhar, de Cristovão Tezza, e Que ninguém nos ouça, de Leila Ferreira e Cris Guerra.

No fim das contas, acho que a sexta-feira nem foi assim, de todo o ruim.

_____________________________________________________________

Share:

12 comentários

  1. Fê, no fim das contas a sexta-feira foi muito legal!
    Adorei conhecê-lá!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adorei te conhecer, Dê! ♥

      Beijos :*

      Excluir
  2. Aah que lindo.Queria ter ido conhecer vocês, quem sabe numa próxima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaaaaaaaaah!
      Espero que a gente consiga se conhecer tbm! ♥

      Beijos!

      Excluir
  3. Que bom que você aproveitou a noite de sexta.

    Sinto falta de escrever tanto e tão bem como você... acho que estou ficando sem prática por causa do estresse e da correria... quero voltar atrás!!!

    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana!
      Acho que a escrita vem conforme praticamos! :D
      Exercite aí!

      Beijos

      Excluir
  4. Olá.
    Embora a preguiça e o desânimo nos domine em diversos momentos, nunca será um martírio sair com os amigos. Não tem coisa melhor. Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Mas fala, foi um desfecho ótimo que eu bem sei!! :p

    www.carolvayda.com.br

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)