Reflexões da Madrugada IV: Choro

by - 12:00 AM


Quando há a vontade de chorar, as lágrimas não vem. Elas só aparecem quando sabem que terão um porto seguro, um bom ombro ou um abraço sincero que as acolham. Na solidão, elas param na garganta e dão nó. Quando solitária, as lágrimas não chegam aos olhos, as nuvens não se transfiguram em chuva que lavam a alma e levam toda a dor consigo.

Queria chorar, verter lágrimas por tudo o que está acontecendo, pelo o que poderia ter sido, por tudo que virá. Água para carregar o que foi ruim. Água para abençoar o que é bom e será lindo.

Quando há a vontade de chorar, as lágrimas não vem. No fundo, elas sabem que não há espaço para uma inundação aqui. E, para ter esperança que este porto apareça, penso: "Quem sabe um dia, quem sabe..."

_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

You May Also Like

4 comentários

  1. Eu também sou difícil para chorar, mas quando as comportas se abrem, abro o berreiro mesmo!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Belo blog, gostei muito, e que texto lindo hein?
    Me tocou, e realmente quando estamos querendo chorar ele engancha na garganta é terrível essa sensação.
    Beijos!

    Lindo seu blog, conheci ele através de um grupo do face e gostei muito, parabéns pelo trabalho!
    Há tempos eu estou louca pelo lumia, estava pensando em comprar o mais antigo por conta do preço, mas agora você me animou muito com esse post!
    Beijos!

    http://opiniao---propria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)