domingo, 11 de maio de 2014

Reflexões sobre a minha mãe

Minha mãe detesta aparecer em foto, mas ama borboletas.
Fui a primeira, o bebê planejado da família. Com o meu nascimento, ela aprendeu a ser mãe. Ou se descobriu mãe? Não sei. Sei que, de lá para cá, aprendemos juntas, brigamos juntas e - sobretudo - vimos o amor que uma sente pela outra crescerem juntos.

Ainda não sei o que é ser mãe, mas tenho certeza que não serei tão boa quanto ela. Ela é paciente, ela sabe passar por cima do jeito dela, para atender a minha irmã e a mim do nosso jeito. É incrível como as divergências nos aproximou, como o cuidado e o carinho se faz imprescindível, como eu não saberia viver sem nada disso. É óbvio para mim que, por mais que eu me esforce, não chegarei ao seu nível.

Falar sobre a minha mãe é difícil. É complicado dizer algo sobre alguém tão bom, tão doce, tão magnífico como ela. Acabo caindo em todos os clichês, em todas as palavras de carinho, em todas as demonstrações de afeto típicas de todos os filhos que se orgulham da sua origem.

Mommy, obrigada por ser linda assim. Desculpe por todos os transtornos. Amo você mais do que tudo nesta vida! ♥

_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...