O drama da vida moderna de uma blogueira sem limites e outras observações


Acho que o maior drama da vida de um escritor (seja ele publicado ou não) é não ter o tal tempo para escrever. Ultimamente a vida anda me deixando tão atarefada que, quando sobra um tempinho, tudo o que eu quero é dormir (ou assistir Friends!). De qualquer forma, quero compartilhar um pouco do que anda acontecendo por aqui.

O trabalho novo tem sido um desafio intenso, incrível e, às vezes, desgastante. Além de eu estar longe do colégio que eu AMO (once from CNE family, always from CNE family!), trabalhar como professora só de Educação Infantil e Fundamental I é verdadeiramente um desafio. Eu tenho que reaprender todos os caminhos todos os dias. Crescer não é fácil e sair da zona de conforto, menos ainda. De qualquer forma, é gostoso chegar ao final do dia ouvindo "teacher, I love you" ou "teacher, você é uma princesa", como vem acontecendo.

É claro que lidar com a (in)disciplina dos educandos quando eles são mais velhos é muito mais simples. Quando maiores, todos sabem que os atos geram consequências - sejam elas boas ou ruins. As crianças ainda estão no processo de aprender tudo isso. E eu estou no processo de desenvolver uma paciência para ensiná-las. O lado bacana de se trabalhar em escola é justamente este: aprender a cada dia.

Mas é claro que eu não ficaria parada em meio a tantos desafios e que não me sentiria confortável com todos eles. O fato é que coloquei vários pontos relacionados à minha profissão em cheque, incluindo o meu papel como educadora e se eu estou na profissão certa (ou se estou atuando com a faixa etária mais adequada ao meu perfil). Esta sensação que me afligiu (ou seria aflige?) me consome, porque eu sempre quero ser a melhor professora para todos os meus students e porque eu acho que a escola deve ser um lugar divertido para mim e para eles. Não conseguir atingir estes objetivos me deixa com uma sensação de frustração gigantesca... Precisava me mexer e assim o fiz. Comecei um curso de extensão na PUC, voltado ao ensino de língua estrangeira para crianças e adolescentes. Desde então, as reflexões só triplicaram e, pelo menos, eu consegui sair da zona de "angústia" para a zona do "vamos tentar fazer diferente em alguns aspectos". Os resultados virão a longo prazo; contudo, pelo menos sei que o meu mudar também faz parte de tentar fazer melhor.

É claro que esta crise existencial toda, somada ao fim do bimestre, acarretou em várias outras decisões. Além de ter começado esta extensão, decidi - e que fique bem registrado aqui - estudar para obter uma certificação internacional (já passou da hora). Também quero tirar o passaporte (e, consequentemente, riscar o item 8 da minha lista de 101 coisas em 1001 dias) e dar um jeito de o meu sonho de ter um projeto voltado à leitura tomar forma.

Então vocês estão pensando: e o blog?! Não, não estou esquecida daqui. O Algumas Observações é a menina dos meus olhos (me senti meio velha usando essa expressão! hahaha) e também tenho planos para ele. Este é um grande ano aqui: primeiro tivemos o projeto do #aophotoaday; depois, o nosso endereço ganhou um domínio .com; agora, receberemos - com muito carinho! - duas colaboradoras! Sim, sim sim! Eu quero que vocês recebam com todo o amor do mundo a Carol Vayda e a Karine Castro. Então, em breve, as girls estarão lindas aqui comigo, trazendo as observações delas e tornando este espaço cada vez mais democrático. ;) [Meninas, super obrigada por confiarem os seus tempos e textos ao AO! Vocês sabem que não dividiria o meu blog se não fosse com pessoas como vocês, right?! Amo vocês!]

Como comecei falando que falta de tempo (ou seria o excesso tarefas?!) é uma caca para quem quer aquietar o coração e se dedicar a escrever. De qualquer forma, esta postagem é para reafirmar o meu compromisso e dizer que sim, continuo sendo aquela que equilibra a minha vida profissional e toda a vida pessoal (que nem vou abordar neste post, para o texto não ficar mais gigante do que já está!). No fim das contas, tudo dá certo - e a gente sempre acaba escrevendo! 
_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

Share:

8 comentários

  1. Olha que lindo!!! Eu sempre separo uum tempinho antes de ir trabalhar para ler alguma notícia interessante, e hoje, estava em minha TL de notícias a atualização de sua fanpage com este texto incrível, muito leve e gostoso de ler. Realmente entendo o que você passa, sofremos das mesmas frustrações e preocupações, ser educadora não é uma tarefa fácil, tampouco quando trabalhamos com mentes tão novas. Em meu caso, trabalho do Fundamental II até Educação para Adultos, e posso afirmar, as coisas não mudam tão simplesmente. Como já dizia meu professor de Latim "alunos sempre serão alunos, não importa a idade".
    Espero que as mudanças se tornem lucrativas e sejam bem-vindas! Muito sucesso, nega, muito mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Faah!
      Você sempre uma querida e linda na minha vida!
      Obrigada pela torcida que você sempre faz por mim! :D
      E concordo plenamente com o seu professor!

      Beijos!

      Excluir
  2. Fê as fases mais complicadas são aquelas que tiramos mais proveito! Sempre é bom refletir sobre tudo!
    Tenho certeza que vc está tomando o caminho certo.
    Que delícias que o AO terá novas colaboradoras! Vou amar ler os textos de vcs Carol e da Karine!
    Bjos
    http://thatsthewayilikeit.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D
      Eu espero que tudo dê certo no final, Boo.
      Vamos torcer, né?! :D

      Beijos e obrigada por ser essa amiga linda que você é!

      Excluir
  3. não tem jeito, uma parte da inspiração vem da suas experiencia, não tem como fugir, cabe quando estiver escrevendo saber como expressar isso no papel, mas udo dha certo sim flor! Passa no meu blog pra conhecer. Se gostar e seguir me dando uma forcinha, sigo tb!
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia!
      É aquela soma de inspiração e transpiração, né?!
      Obrigada pelo convite. Te visitarei com certeza! ;)
      Beijos!

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)