[Resenha] Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa, de Margot Berwin


"Isso é porque você está enraizada. Prova de que é uma verdadeira pessoa-planta". 
Uma publicitária de 32 anos acaba de se separar de seu marido e tudo o que ela mais quer é um novo amor, uma aventura e dinheiro. Entretanto, com medo de se machucar, Lila Grace Nova – ou a nova Lila Grace, se você preferir – segue um mantra: “Nada de animais de estimação, nada de plantas, nada de gente, nada de problemas”. 

Tudo seguia muito bem, até que um dia, nossa protagonista se muda para um apartamento na Rua Quatorze da Union Square e resolve colorir um pouco seu novo lar. Para isso, nada como uma plantinha, não?! É assim que Lila conhece o charmoso vendedor de plantas da feirinha da Union Square, David Exley, e sua vida muda completamente. 

Exley poderia ser mais um vendedor qualquer; mas, além de ser extremamente charmoso, ele é o responsável por despertar em Lila o amor pelas plantas. Este sentimento a leva a prestar a atenção em uma lavanderia nada comum, pertencente a Armand, uma Laundromat que também era uma “minifloresta”. Em meio a esses dois mundos – o da barraca de Exley na Union Square e o da Laundromat de Armand – Lila ouve pela primeira vez a história das Nove Plantas do Desejo, que dão ao homem que as possui tudo aquilo que a humanidade deseja: o amor à primeira vista, a imortalidade, o alimento e fortuna, a fertilidade e procriação, a sexualidade feminina, a força vital, a magia, a liberdade e, por fim, a aventura. 

Tudo isso é descrito na primeira parte da obra, que termina quando a lavanderia de Armand é terrivelmente assaltada e suas plantas são levadas. A culpada por tudo isso? Lila Nova, claro! Na segunda parte do livro, Lila e Armand viajam para a península de Yucatán numa tentativa de recuperar amostras das plantas que se perderam no roubo. É aí que toda a mágica, todo o sobrenatural da narrativa surge: um misto de aventura, sarcasmo, sensualidade, amor e reencontro. Há ainda uma terceira parte, com o retorno de Lila para Nova York. 

Leve e divertido, Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa é daquele tipo de livro que a gente lê em uma sentada. Mítico e envolvente como uma fábula; direto e claro, quando o assunto é botânica. Berwing realmente nos deixa com vontade de ter um jardim como o que Lila encontra na velha lavanderia Laundromat. Um chick-lit que sabe como nos divertir! Como disse o Publishers Weekly: “Escapista e divertidíssimo. Uma estreia fabulosa, repleta de aventura, traição, amor e, naturalmente, plantas raras... Não faltam magia, romance, folhagens, flores conservadas com obsessão em estufas de colecionadores e ganância, além de aventuras pelas florestas mexicanas, em Yucatán”.

Livro: Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa
Autor: Margot Berwin
Tradução: Adalgisa Campos da Silva
Páginas: 248
Editora: Intrínseca
Sinopse: Romance de estreia de Margot Berwin, Nove plantas do desejo e a flor de estufa, teve os direitos cinematográficos adquiridos por Julia Roberts antes mesmo de seu lançamento. A protagonista Lila Nova, redatora de uma agência de publicidade recupera-se de um divórcio doloroso quando percebe que sua vida é igual à sua casa: comum, nova e vazia. Mas quando conhece o belo vendedor de plantas, David Exley, um mundo todo novo se revela, e ela resolve abandonar seu “mantra pessoal” — nada de animais de estimação, nada de gente, nada de problemas —, descobre uma nova paixão, compartilhada pela autora: plantas. Ela embarca numa viagem pelas florestas de Yucatán atrás de nove plantas místicas que trazem fama, fortuna, imortalidade e paixão. Sozinha na selva, é obrigada a aprender mais do que possa ter sonhado sobre si mesma. Uma empolgante viagem sobre amor e autoconhecimento, Nove plantas do desejo e a flor de estufa alia mistério, aventura, e excitação, em todos os sentidos possíveis.

Share:

14 comentários

  1. Acho que minha mãe iria curtir esse livro.
    É o tipo de história que ela gosta.
    Beijos
    Luíza
    http://cademeuchapeu.com

    ResponderExcluir
  2. a resenha é bem feita mas acho que não faz meu estilo
    minha ma~e curtiria mais

    ResponderExcluir
  3. Que capa mais fofa, a história interessante *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é LINDA! Foi o que me fez comprar!
      Não me arrependi! :D

      Um beijo!

      Excluir
  4. Olá, Fernanda! Tudo bem?
    Além de possuir uma capa encantadora, o livro parece ser muito bom! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiiiiiiii!
      Tudo e você?!
      É lindinho mesmo!!! :D

      :*

      Excluir
  5. Oi vem ver meu blog?
    Mimosteenn.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Haha vontade de morder essa capa fofa!
    Eu não conhecia o livro, mas me interessei :)
    Quem sabe ele seja o meu próximo...
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é bom pra ler pra matar o tempo, Vi! :D
      Divertidinho!

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)