[Resenha] Como ser solteira, de Liz Tuccillo

Mais do que um livro sobre relacionamentos, Como ser Solteira é um livro sobre a vida, sobre a humanidade – em todos os seus sentidos. Liz Tuccillo, que também é coautora de Ele Simplesmente não está tão a fim de você (autoria de Greg Behrendt), viajou ao redor do mundo para entender como os diversos povos lidam com a solteirice e transformou todas as informações em seu romance de estreia. 

Dividido em 11 capítulos – ou melhor dizendo, 11 regras – Como ser Solteira nos apresenta Julie, uma assessora de imprensa que sempre quis se escritora, e suas amigas: Georgia, recém divorciada; Alice, uma defensora pública que tenta ser prática em tudo o que faz; Serena, uma chefe de cozinha zen, que desistiu do amor – e, consequentemente, do sexo; e Ruby, uma deprimida irremediável.

Tudo começa quando Georgia e Dale se separam – ele a troca por uma professora de samba de vinte e poucos anos – e Georgia praticamente obriga a Julie a “ensiná-la” como ser solteira novamente. Julie, então, tenta reunir todas as suas amigas solitárias numa tentativa de animar Georgia. O grupo, que não se conhecia anteriormente, tem uma noite que é um fiasco e Serena vai parar no hospital. Lá elas conhecem algumas francesas que despertam em Julie a ideia de viajar o mundo para entender como as diversas culturas lidam com essa situação e transformá-la em um livro. 

A partir deste ponto, os capítulos se dividem entre as aventuras de Julie ao redor do planeta e o que acontece em Nova York com Georgia, Alice, Serena e Ruby. Engraçado e verdadeiro, Como ser Solteira nos mostra diferentes pontos de vista e todas as neuras que uma mulher solteira pode ter. Como lidar com as estatísticas que mostram que há mais mulheres do que homens? Como lutar contra o relógio biológico que diz que você está ficando velha, enquanto você deseja desesperadamente ter filhos? É mesmo preciso se apaixonar ou só encontrar alguém que cuide de você está valendo? Os familiares podem ajudar nesta busca pelo amor? Aliás, esta história de encontrar o “amor da nossa vida” é real ou é apenas mito, ilusão inventada por Hollywood?! Cada povo encontrou uma forma de lidar com estes dilemas, assim como cada personagem tenta descobrir qual é a melhor forma para enfrentar todas estas dúvidas. 

Cultural, divertido e poético, Como ser solteira é aquele tipo de livro que nos faz pensar como nós encaramos a vida e como nos relacionamos com as diversas formas de encarar este tão temido estado civil. Afinal, como a própria sinopse diz, depois de alguns anos, enche ter que ouvir a tal pergunta: “Por que você está sozinha?”. Uma obra que vale a pena ser lida - mesmo por quem já esteja em um relacionamento sério - afinal, sempre há alguém solteiro que precisa de um consolo!

Abaixo, seguem dois vídeos feitos pela autora, durante as suas pesquisas. O primeiro deles, gravado em Roma, Itália; o segundo feito no Rio de Janeiro, Brasil.

 


Livro: Como ser solteira
Título Original: How to be single
Autor: Liz Tuccillo
Tradutor: Alda Lima
Gênero: Chick Lit
Páginas: 434
Editora: Record
Sinopse: É simplesmente a pergunta mais irritante de todas e ninguém consegue fugir dela. Você vai ouvir em reuniões de família, casamentos e primeiros encontros. E você mesma vai se questionar sobre isso muitas vezes. É a pergunta que não tem uma resposta certa e que, quando param de fazer, você se sente pior ainda. Por que você está sozinha? 

Mas os tempos estão mudando e a tendência é que as pessoas continuem solteiras por períodos mais longos e se divorciem... Então, talvez a pergunta não seja mais “Por que você está solteira?” e sim “Como você está solteira?”. Há um admirável mundo novo lá fora e as regras estão sempre se alterando. ENTÃO ME CONTEM, MENINAS, COMO VOCÊS ESTÃO SOLTEIRAS?

You May Also Like

4 comentários

  1. Oi amor, sou nova aqui e estou curtindo sua página no Face e participando do seu BLOG. Curte a minha página no Face http://www.facebook.com/pages/Keep-calm-and-moda/122562181241847?fref=ts e participa do meu BLOG http://keepcalmandmoda.blogspot.com.br/ Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,
      Já passei por lá! ;)

      Um beijo,

      http://algumasobservacoes.blogspot.com/

      Excluir
  2. Adorei a resenha! Não conhecia o livro, mas me interessei demais, ainda mais por ser Chick-lit (acabei de ler um e amei!). Acho que seria uma leitura agradável. Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaaah, certeza que você vai adorar!
      é lindo, gostoso e super divertido!
      Daqueles que a gente fica com saudades depois que termina!

      Beijokas,

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)