Update: licenciatura

Eu sei, eu sei... andei sumida. Mas a correria está grande! 
De qualquer forma, queria compartilhar algumas coisas com vocês:

A licenciatura
Todo mundo sempre teve medo da licenciatura. Conteúdo teórico pesado somada a 6 disciplinas (e seus respectivos estágios em cada uma delas)... Não é qualquer um que aguenta, isto é fato. Por isso, vi - e ainda vejo - pessoas desistindo no meio do caminho. De fato, quando você vê que terá 300 horas/aula de estágio supervisionado (sim, falo só de uma disciplina), bate um frio na barriga, um desespero, um pânico. O que diferencia você dos demais é justamente o que fazer com este sentimento de pavor.

Como todo mundo que está ao meu redor sabe, desde pequena quero dar aulas (resolvi ser professora quando tinha 6 anos de idade e não me arrependo disso). Então, resolvi encarar o desafio: o que fiz com o meu medo?! Transformei-o em impulso para seguir em frente.

No ano passado cursei 4 das 6 matérias. Todas elas teóricas. Passei grande parte do meu tempo lendo e escrevendo sobre teorias, leis e práticas pedagógicas. Fortaleci-me. Agora, curso as duas que têm os estágios mais assustadores. Em uma, tenho as 300horas/aula nas escolas; na hora, desenvolverei em grupo um projeto pedagógico em uma instituição.

Na primeira semana, todo mundo fica meio atordoado, não sabe exatamente por onde começar. Depois, entretanto, tudo fica tão simples, tão tranquilo, que pensamos: "me desesperei por isso?". Não que as coisas sejam fáceis (teremos que escrever muita coisa!), mas são bem menos complicadas do que parecem. Para vocês terem uma ideia, já consegui fazer 30horas/aula de Língua Portuguesa no Ensino Fundamental II (sendo que a carga total desta parte compreende 65 horas/aula) e nem precisei me desdobrar com negociação de horário no trabalho, ou qualquer coisa parecida. Como quem tem amigos, tem o mundo, já consegui estágio em outros lugares, para cumprir as cargas que faltam.

Mas, o mais bacana de tudo isso, é a experiência de vida que venho adquirindo. Entender como funciona a vida escolar do outro lado (que não o da aluna) não tem preço. Como pode, em 2 semanas, eu ter aprendido tanto?!
Por exemplo:

  • quando que eu, "viciada" nos grandes cânones, iria me lembrar de cativar os alunos usando a literatura de cordel?!
  • quando que pensaria que uma forma simples de estimular a escrita de poesia em sala de aula é ensinando a fazer acróstico?!
  • quando pensaria em usar um livro paradidático para abordar a temática das drogas?!
Além disso, aprendi ainda que o simples fato de fazer um cartaz simples pode incentivar os alunos a participarem das aulas.

Não substituiria esta experiência por nenhuma outra! 
Estagiar tem sido fantástico e enfrentar os meus medos, a melhor coisa que já fiz! ;)

You May Also Like

4 comentários

  1. Cara Fernanda grata por compartilhar esse texto com a turma de PPEDU.Parabéns ! Gostei muito do que escreveu ! Valeu pelas dicas e pelo incentivo ! Professora Dinéia Hypolitto - Coordenadora do Estágio Supervisionado do Curso de Formação de Professores da Universidade São Judas |Tadeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professora,
      Obrigada por ter passado aqui, ter lido e comentado o meu texto. Realmente me sinto honrada por isso! :)

      Gosto de compartilhar o que eu sei com a turma de PPEDU. No que puder ajudar, "tamo junto" :)

      Um beijo,

      Excluir
  2. Fê, sei exatamente como se sente. Estamos no mesmo barco. Prática do ensino de inglês e portugues 1 (só observação, artigos, relatórios e projetos por enquanto)mas esse ano tenho fé que termino! Abração!

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)