sexta-feira, 9 de julho de 2010

[Resenha] Caravaggio (o Filme)

Capa da versão em DVD.
"Toda arte contraria a experiência de vida.
Como comparar carne e sangue com óleo e pigmentos?"


"Incerteza e dúvida.
Vida longa à dúvida.
Pela dúvida, chega a inspiração."

Um dos indicados ao Urso de Ouro, no Festival de Berlim de 1996, Caravaggio é uma obra digna do pintor que a inspirou. O filme nos mostra a biografia do artista barroco italiano Michelangelo Merisi da Caravaggio que, em seu leito de morte, relembra os fatos principais de sua vida. Perigosamente aventureiras, as histórias são permeadas pela a visão de mundo do pintor: suas convicções artíticas, sua relação com a fama, com o amor - e sua sexualidade - e com a Igreja. Tudo isso é retratado por meio de imagens tão intensas quanto a sua pintura. Esta intensidade é reforçada pelo triangulo amoroso do artista e o casal Lena e Ranuccio, que se tornaram seus modelos.
Além disso, temos ao longo do filme exemplos claros da tensão entre o carnal e o divino, entre a riqueza e a probreza, entre o terreno e o sagrado, que são típicos do Barroco. Embora não haja uma preocupação com a reprodução de época, a produção tenta nos mostrar ao máximo a rebeldia, a sensualidade, a ironia, a irreverencia, a busca por um espaço no mundo controverso e a vida que luta pulsante até o último suspiro.
Com uma fotografia exemplar e uma trilha sonora magnífica, Cagavaggio prende a atenção do expectador do início ao fim!

Cena do filme:
Caravaggio trabalhando em uma obra.
Tilda Swinton como Lena
serve de inspiração para o pintor.













Caravaggio (1986)
Direção: Derek Jarman
Roteiro: Nicholas Ward Jackson, Derek Jarman, Suso Cecchi d'Amico
Gênero: Drama/Histórico
Origem: Reino Unido
Duração: 88 minutos
Tipo: Longa-metragem
Idioma: Inglês / Italiano
Legendas: Português
Sinopse: Michelangelo Merisi da Caravaggio (Nigel Terry), tendo sua história contada em "flashbacks", o artista recorda fatos de sua curta existência na terra e nos mostra sua infância, as decepções do início de sua carreira, seus últimos sucessos, sua amizade com um cardeal e sua relação destrutiva com um jogador muito atraente. Talvez, este seja o melhor trabalho de Jarman onde nos é contada toda a história da vida do pintor, exibindo as contradições entre as crenças religiosas e sua identidade sexual. Maravilhosamente filmado em cenário que nos recordam a própria sensibilidade de Caravaggio, o filme é cheio de lindos tons azuis e vermelhos banhando os atores em luzes de velas, criando um efeito assustador e misterioso. A paixão de Caravaggio pela sua arte e também por seus modelos, o conduzem para sua queda final nesta suntuosa e desafiante biografia de um lendário pintor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...