segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

2021 e as metas e planos conscientes

Imagem por StartupStockPhotos, via Pixabay.

Já tem alguns anos em que o primeiro post de janeiro é um resumo com as minhas metas e propósitos para os 12 meses vigentes. Entretanto, em 2021 tudo foi diferente.

É impossível para qualquer ser pensante ter passado por 2020 de modo a não sair minimamente mudado. Não que as tradições não continuem válidas ou que a gente tenha que desprezar tudo o que já viveu. Não é sobre isso. É mais sobre aquela eterna busca de tentar responder à velha pergunta sobre "o que é mesmo que eu vim fazer aqui?". 

Como já contei no post de dezembro, 2020 foi um atropelo atrás de atropelo (imagino que para você também) e isso me fez pensar no quanto eu amo a tranquilidade. Ultimamente, ser feliz tem sido sinônimo de viver uma vida tranquila. É isso que tenho buscado cada vez mais.

Eu sempre amei fazer planos e traçar metas — mesmo nas minhas piores fases em que eu só conseguia traçar meta para a hora ou o dia seguinte — entretanto, as incertezas me fizeram pensar em 2021 sob outra perspectiva.

Eu ainda sigo em quarentena, como seguia em março ou abril do ano passado. Não tenho saído para me divertir ou ver os meus amigos. Tem sido bem pesado. Às vezes me isolo para não descontar a tristeza nos outros. De um modo geral, tenho focado no que dá: descanso e trabalho. Como ainda não sei quando será a minha vez na vacina (acredito que, provavelmente, só no segundo semestre), vou dando o meu melhor enquanto posso.

Partindo desse princípio, não fiz metas muito megalomaníacas.  Preferi focar na manutenção do que já tenho do que em tentar imaginar quando voltarei para a minha vida minimamente normal (algo que envolveria idas a cafés, museus, shows e viagens).

Tema

Como todos os anos, escolhi uma frase para me guiar ao longo de 2021. Ela fica na capa do meu planner, para eu não me esquecer da importância do sentimento que ela me desperta. Assim como no ano passado, em 2021 também fiquei por conta do U2 — desta vez, com um trecho de Where the streets have no name:
I wanna feel sun light on my face 
I see the dust-cloud disappear without a trace 

Where the streets é uma música que me passa a sensação de liberdade boa. Daquela em que a gente se relaciona com nós mesmos e com o mundo sem medo e sem a necessidade de ser um ser a parte. Eu quero essa sensação de estar integrada. De ser livre mas de "I go there with you". Ao mesmo tempo, estou há mais de 10 meses confinada. Eu literalmente quero sentir o sol no rosto. 



Lema e palavra-chave

Em 2021 eu resolvi ter um lema. A ideia era ser uma frase curtinha, da qual eu pudesse me lembrar sempre e que servisse de critério rápido para tomar alguma decisão. Acabei escrevendo demais, mas gostei mesmo assim:

"Expressar a minha criatividade confiando na minha sabedoria inata e me abrindo às novas oportunidades com leveza e responsabilidade".

Acho que aqui tenho um bom guia para tomadas de decisões em tempos de incertezas:
  1. Estou me expressando de forma criativa?
  2. Estou confiando naquilo que eu sei?
  3. Estou me abrindo para o novo?
  4. Faço tudo isso de forma leve/sem me sobrecarregar?
  5. Estou sendo responsável comigo, com os outros e com o mundo?

A palavra-chave do ano é consistência. Se eu conseguir manter o que faço com qualidade, já está ótimo.

Dicionário Eletrônico Houaiss.


Área de foco principal 

2021 é o ano em que quero focar nos meus estudos (ainda que eu tenha tirado janeiro de férias para isso). Já comprei alguns livros e já imprimi algumas dissertações. A principal tarefa agora é ler, estudar e escrever o pré-projeto do mestrado.

Metas

Tracei várias metas e objetivos. Vou listar abaixo as que são o foco para cada área. 

Pessoal

  • Equilíbrio emocional: respeitar o meu ritmo; me reconectar com o amor que vem dos outros; 
  • Saúde e disposição: continuar na terapia e no Pilates, regular o meu sono, tomar a vacina da Covid (quando for a minha vez, claro); 
  • Desenvolvimento intelectual: finalizar o projeto do mestrado e me inscrever nos processos seletivos.

Profissional 

  • Realização e propósito: refinar a minha rotina de trabalho, de forma que eu desenvolva todos os projetos e consiga descansar, abrir mais vagas para a mentoria de escrita; 
  • Recursos financeiros: pagar todas as contas com o meu trabalho 2021 (sem entrar na reserva de emergência); 
  • Projetos: comemorar os 15 anos do Algumas Observações; terminar de escrever o meu livro de crônicas; publicar mais um livro de poesia. 

Relacionamentos

  • Família: ter uma boa convivência nessa quarentena (que já está longa); 
  • Amor: aprender a receber amor dos outros sem deixar de ser quem eu sou; 
  • Vida social: não perder os meus amigos por causa da pandemia. 

Qualidade de vida

  • Hobbies: ler pelo menos 5 livros não-lidos da minha estante; aprender jardinagem 
  • Plenitude: trazer mais humor e leveza para as durezas da vida. 
  • Espiritualidade: me conectar mais ao divino, ouvir mais a minha intuição.

Foto feita por mim.


Para depois da pandemia 

Será que isso será em 2021 ou 2022? Sei que — além de ver os meus amigos e viajar — quero visitar todos os meus lugares preferidos de São Paulo. Como eu sinto falta de ser andarilha na minha própria casa! Espero que esse dia chegue logo.


E vocês? Como vocês planejaram o seu ano? Me contem as suas técnicas de como lidar com as incertezas.

Beijos e queijos :*
_____________________________________________________________

20 comentários:

  1. Espero que consigas atingir os teus objetivos! Que tenhas um bom ano
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Não planejei - estou vivendo um dia de cada vez e já tem sido bem puxado. Gostei do post leve e esperançoso: que nosso 2021 seja assim!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana!
      Planejar me dá a sensação de que estou conduzindo a minha vida para algum lugar. Pra mim, me faz bem.

      Que nosso 2021 seja ótimo!

      Beijos

      Excluir
  3. Disse tudo!
    Se não aprendemos em 2020, não há esperança para a humanidade, que ano foi aquele minha gente? Me senti num campo minado e com ele aprendi muitas coisas: dar valor a vida, a saúde, as coisas simples... sem contar que meu amor ao próximo e minha empatia aumentou mais ainda.
    Para esse ano eu quero ter um emprego e ter saúde.
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leidi! :)
      Seu comentário me contempla em vários aspectos :)
      Que a gente consiga manter a nossa saúde o nosso emprego.

      um beijo :*

      Excluir
  4. Fê, pra variar um pouquinho: esse post está inspirador. ♥ Obrigada mais uma vez por compartilhar tanta sabedoria, de forma que a gente não se sente sozinha nesse mundo, sabe? :) Acho que 2021 vai ser melhor, porque não vamos ser pegos de tanta surpresa. Assim espero! Acho que o que mais aprendi é ter empatia e saber que dá para a gente se adaptar. E minha meta é tomar vacina (quando for a minha vez) e ler alguns não lidos da minha estante também hehehe. Adorei a música que citou e fazer bem o que a gente já faz, é uma ótima realização. :)

    Ah!!! Vou te mandar mensagem lá no Insta para finalmente marcarmos a nossa live. ^^ Aliás, tenho uma outra meta: ler algum livro seu. ♥

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Estou feliz porque, finalmente, nossa live vai sair! Aeeeeeeeeeee :D
      E obrigada pelas palavras e pelo carinho :D

      Um beijo!

      Excluir
  5. oiê!

    achei suas metas muito sábias e compartilho de algumas delas, como fazer o possível pra não perder os (poucos) amigos que ainda tenho. tbm to ficando meio sozinho, em casa, pra não descontar minhas dores nos outros. em plena pandemia, os sentimentos ficam ainda mais aflorados, né?!

    q seu 2021 seja incrível, Fê! vamo torcer pra que seja um ano com boas notícias! <3

    bj!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adri, sempre que precisar conversar, é nois! :)
      Pode me chamar!

      E que seu 2021 seja maravilhoso também.

      Um beijo

      Excluir
  6. Eu to trabalhando nos meus habitos, pra conseguir chegar nas minhas metas. Adorei seu post. bjs bjs https://beperes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. 2021 eu acho que comecei com outros objetivos. Penso que tenho que manter coisas que funcionaram em 2020, e alterar outras que não funcionaram, mais subjetivas mesmo. O desafio é manter a saúde mental. Eu também tô em extremo isolamento desde Março passado, vi pouquíssimos amigos, saio pouco... cara, é extremamente difícil, sério!
    Achei muito bacana você estar planejando seu projeto de mestrado. No segundo semestre eu entrei na pesquisa científica na graduação, e definitivamente quero me dedicar à isso em 2021.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      é difícil demais. Você está estudando o que na sua pesquisa? Conta!!! :)
      Espero que seus objetivos sejam atingidos!

      Um beijo

      Excluir
  8. Fe... sei que sua agenda ficará lotada depois da vacina, mas pode ter certeza que vou querer passear com você no parque, tomar um café (e eu chocolate, claro!), tomar um sorvete, bater papo na minha casa, serão vários encontros!
    Saudade monstra! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaaaaaah, Bia! Vc, o Pepê e o Flá estão no topo da minha lista :)
      Me dá vontade de chorar só de pensar na saudade que eu to de vocês :D
      Que esse momento chegue logo!

      Beijos

      Excluir
  9. Ahhh!!! E vamos todes pra BsAs também! <3

    ResponderExcluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 14 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.