terça-feira, 1 de setembro de 2020

{Resenha} Os nove arquétipos da alma feminina, de Cherry Gilchrist

Camomila e o livro Os nove arquétipos da alma feminina, de Cherry Gilchrist

Em Os nove arquétipos da alma feminina, a pesquisadora especialista em mitologia e escritora Cherry Gilchrist resgata a história dos círculos de mulheres e de como ela se repete em diversas localidades do mundo. É a partir desses estudos que Gilchrist resgata descreve os nove arquétipos e o que as mulheres podem aprender com cada uma dessas deusas ancestrais.

Vejo que a obra é estruturada em três grandes pontos: uma apresentação do processo de elaboração do livro, que também explica de onde vem essa cultura dos círculos de mulheres; uma segunda - e maior part - com capítulos dedicados aos arquétipos propriamente ditos; e a terceira, trazendo uma conclusão e as notas explicativas daquilo que fora apresentado ao longo da obra.

Minha gata, Camomila, e o livro "Os nove arquétipos da alma feminina", de Cherry Gilchrist
A Camomila mandou avisar que o livro é incrível! :)

Os nove arquétipos apresentados são: A Rainha da Terra, A Mãe Tecelã, A Senhora da Dança, A Rainha da Noite, A Mãe Justa, A Senhora do Lar, A Rainha da Beleza, A Grande Mãe e A Senhora da Luz. Além de trazer o histórico de cada deusa, a autora faz questão de cruzar informações das manifestações delas em outras culturas e como elas podem se mostrar presentes e ausentes no dia a dia feminino contemporâneo. Por vezes, Gilchrist relata exemplos pessoais de quando estava distante de um determinado arquétipo e do que fez para trazê-lo para o seu cotidiano. Isso é bacana, porque faz com que os leitores percebam como incorporar esses arquétipos na própria rotina. 

Cada capítulo desses termina levantando três aspectos fundamentais: a evolução da deusa, as manifestações da deusa e a visão da deusa tratada no capítulo. Esses pontos trazem um didatismo à obra que é fundamental para que leitores e leitoras sistematizem o que aprenderam sobre aquele arquétipo.

Gostei bastante do tom usado na escrita (e na tradução) do livro e nas propostas de trazer a ludicidade para poder lidar com todas as demandas da vida. Como leitora, fiquei pensando em algumas atividades que deixei de fazer ao longo dos anos ― conforme a vida adulta falou mais alto. Um exemplo prático é a dança. O quanto me afastei disso? Acredito que o livro é muito interessante nesse sentido também: ele nos faz um convite para uma autorreflexão. Tem coisa melhor?

Capa do livro Os Nove Arquétipos da Alma Feminina, de Cherry Gilchrist
Capa


Livro: Os nove arquétipos da alma feminina: círculos de mulheres e a jornada de autoconhecimento para despertar o feminino divino interior
Título original: Circle of nine: an archetypal journey to awaken the divine feminine within
Autora: Cherry Gilchrist
Tradução: Marcelo Brandão Cipolla
Páginas: 264
Editora: Pensamento
Apresentação: Em Os Nove Arquétipos da Alma Feminina, Cherry Gilchrist, mostra às leitoras como se reconectar com aquela energia divina e intuitiva que possuem, a fim de descobrir um novo equilíbrio e dar novo sentido à sua vida. A autora apresenta nove arquétipos que representam aspectos diferentes, mas igualmente importantes, do sagrado feminino. Ao partir de perspectivas e pesquisas históricas de seu trabalho e de observações contemporâneas, Cherry Gilchrist apresenta uma mitologia que explora a psicologia da mulher moderna de forma contundente, profunda e prática. Um guia útil para trazer aos dias de hoje a sabedoria ancestral dos círculos de mulheres que havia na Antiguidade. 

_____________________________________________________________

12 comentários:

  1. Oi, Fernanda! Fiquei com vontade de ler o livro, parece-me uma leitura enriquecedora. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito legal mesmo! Vale a pena porque ele resgata muitas culturas que a gente não conhece e não tem muito contato!

      Um beijo

      Excluir
  2. A Camomila é tão linda! :) Não conhecia esse livro. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! :)

      Saiu aqui no Brasil, não sei se há uma versão dele aí em Portugal. Se tiver, vale a pena a leitura :)

      Beijos

      Excluir
  3. Esse livro parece ser bem interessante. Gostei da resenha!

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  4. Uau, não conhecia a obra, mas fiquei bastante curiosa. Acho importante quando um livro do gênero nos faz refletir sobre nós mesmos!

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa jornada do autoconhecimento é mesmo sensacional!

      Um beijo

      Excluir
  5. Oi Fernanda,
    Não conhecia a obra, mas também confesso que não faz meu estilo.
    beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Que legal Fernanda, fiquei bem curiosa para saber mais sobre os nove arquétipos. Amei a dica de leitura! Um beijo :*

    ResponderExcluir

Olá!

♥ Quer comentar, mas não tem uma conta no Google? Basta alterar para a melhor opção no menu "Comentar como:". Se você não tiver uma conta para vincular, escolha a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando somente com seu nome.

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o Algumas Observações? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)

Algumas Observações | Ano 14 | Textos por Fernanda Rodrigues. Tecnologia do Blogger.