{Resenha} A Confissão da Leoa, de Mia Couto


"Escrever é perigosa vaidade. Dá medo aos outros".
(A Confissão da Leoa, de Mia Couto, página 88)

Certa vez ouvi um crítico literário dizendo que a África de Mia Couto é inventada e quem vai a sua procura se frusta por não encontrá-la. Se ele estava certo, não sei; contudo, ao ler A Confissão da Leoa, percebi que existe uma África cheia de mistério e magia dentro de todos nós, basta que queiramos descobri-la.

A obra nos apresenta o seguinte panorama: os moradores da aldeia Kulumani estão aflitos pois suas mulheres estão sendo atacadas por leões. Eles veem na figura de Arcanjo Baleiro a única possibilidade de fim deste tormento: o homem é um caçador renomado e vai até lá para se livrar das feras.

A narrativa em primeira pessoa é alternada entre dois personagens: Baleiro, que tem uma perspectiva do homem que veio da cidade, ainda que preserve de uma forma ou de outra suas origens, e Mariamar, uma das residentes da aldeia. É justamente nesta alternância de falas e pontos de vista que os leitores são conduzidos pelos fatos e, ao mesmo tempo, levados a sérias provocações relativas ao direito de voz, ao papel das tradições e das mulheres na sociedade.

Embora os assuntos intrínsecos sejam fortes e duros, Mia Couto mantém sua forma doce, poética e carregada de um realismo fantástico que nos acalenta o coração. A metalinguagem também é um dos recursos extremamente bem empregado que dá um toque de encantamento à obra.

Se destacarmos os interesses políticos do administrador - que envia o caçador à aldeia com a pura intenção de arrecadar votos para a sua campanha -, veremos que, de certo modo, o tal continente do escritor moçambicano é aqui também. Se observarmos a opressão feminina, a influência do que dita "a moral e os bons costumes", também não nos sentiremos afastados dos africanos. Realismo fantástico? Até que ponto estas questões são apenas ficção?!

Doce, intenso e reflexivo, definitivamente este livro me cativou e me fez admirar ainda mais a literatura nascida do Mia Couto. Uma leitura de deleite puro e de profundidade intensa, na certa!


Livro: A confissão da Leoa
Autor: Mia Couto
Páginas: 256
Sinopse: Em 2008, quando Mia Couto participava da expedição de uma equipe de estudos ambientais ao norte de Moçambique, começaram a ocorrer na região ataques de leões a pessoas. Essa experiência inspirou o autor a escrever este romance singular. Em A confissão da leoa, uma aldeia moçambicana é alvo de ataques mortais de leões provenientes da savana. O alarme chega à capital do país e um experimentado caçador, Arcanjo Baleiro, é enviado à região. Chegando lá, porém, ele se vê emaranhado numa teia de relações complexas e enigmáticas, em que os fatos, as lendas e os mitos se misturam. Uma habitante da aldeia, Mariamar, em permanente desacordo com a família e os vizinhos, tem suas próprias teorias sobre a origem e a natureza dos ataques das feras. A irmã dela, Silência, foi a vítima mais recente. O livro é narrado alternadamente pelos dois, Arcanjo e Mariamar, sempre em primeira pessoa. Ao longo das páginas, o leitor fica sabendo que eles já tiveram um primeiro encontro muitos anos atrás, quando Mariamar era adolescente e o caçador visitou a aldeia. O confronto com as feras leva os personagens a um enfrentamento consigo mesmos, com seus fantasmas e culpas. A situação de crise põe a nu as contradições da comunidade, suas relações de poder, bem como a força, por vezes libertadora, por vezes opressiva, de suas tradições e mitos.

_____________________________________________________________

You May Also Like

8 comentários

  1. Tenho lido alguns trechos de Mia Couto e achado incrível sua escrita. Sua resenha me interessou muito por esse livro, que parece mesmo ser incrível. Com certeza entrou pra minha lista de desejos literários.

    um beijo,
    acid-baby.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Mia é maravilhoso!
      Estou lendo um livro dele agora e gostando muito.
      Beijos

      Excluir
  2. Great post <3

    http://makeyourperfectstyle.blogspot.com/2018/07/let-your-life-be-cartoon.html

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha! ;)

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lu!
      Não sei se vc já leu o Mia, mas pelo o que escreve no seu blog, acredito que iria gostar.

      Beijos

      Excluir
  4. Continuo a cometer o crime de nunca ter lido Mia Couto, mas isso tem mesmo de acabar. É um dos escritores que mais desejo ler, assim como Pepetela :)

    ResponderExcluir

Olá!

♥ É muito bom poder ouvir o que você pensa sobre este post. Por favor, se possível, deixe o link do seu site/blog. Ficarei feliz por poder retribuir a sua visita.

♥ Quer saber mais sobre o blog? Então, inscreva-se para receber a newsletter: bit.ly/newsletteralgumasobservacoes

♥ Volte sempre! ;)