quarta-feira, 16 de abril de 2008

A Lua

Durante a noite, a Lua se escondia por trás das brancas nuvens e com elas se protegia do vento, do frio, dos homens, do mundo.

A Lua protegia-se. Protegia-se das atrocidades que só ela via. Protegia-se da dor, do pranto, do desespero. E ao proteger-se do desespero, ficava cada vez mais desesperada, pois se isolava. “Isolamento é sinônimo de solidão”, ela pensava (e, de fato, tinha razão).

Um dia, após viver tanta melancolia, a Lua resolveu se mostrar. Arrumou-se e, cheia de esperanças, desviou-se de uma nuvem como quem não quer nada...

Apareceu! E, ao aparecer, reparou que, aos poucos, alguns a observavam. Mas não eram pessoas quaisquer, eram os que amavam que a observavam: casais, poetas, nostálgicos, crianças, jovens, idosos...
E foi assim, com sua aparição, que a Lua virou fonte de inspiração.

2 comentários:

  1. as vezes qndo vejo a Lua aqui em Portugal, penso que alguns amigos, familia e amor estao vendo a mesma lua no Brasil...
    realmente é uma grande fonte de inspiração...

    [[em portugues de Portugal]]]]
    o teu blog bues fixe, ta muito giro, pá!
    és uma rapariga tais a escrever bem, tais a perceber?! lol


    ... outra hora traduzo...hehehe

    ResponderExcluir
  2. adoro U2 mesmo...
    como musico é minha grande referencia...
    eh um dos meus maiores sonhos ver o show deles...
    quem sabe ja q to na Europa nao acabe sendo mais facil...
    to com um texto em rascunho sobre eles, um dia posto...
    a musica do blog eh uma das minhas preferidas...
    obrigado pela visita novamente

    fica bem!

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...