{Diário de Gateira} Adotei uma gatinha!

Oi, pessoal!
Estou aqui para abrir uma coluna nova aqui o blog, a diário de gateira, e contar a novidade mais fofa da minha vida: adotei uma gatinha! Quem me conhece já sabe que desde pequena eu sou doida por gatos. Agora, finalmente, consegui convencer o povo de casa a adotar um bichano. 

A decisão de ter um bichinho de estimação em casa foi tomada há cerca de um mês. De lá para cá eu procurei me informar o máximo sobre o comportamento animal, seja tirando dúvidas com as minhas amigas gateiras, seja vendo videos no youtube. Conhecer sobre o animalzinho adotado ajuda bastante o dono a entender o que o bicho está sentindo e a evitar estresse dos dois lados (tanto para o animal, quanto para o dono).

Oi, gente! Eu sou a Poesia. ♥

Desde antes de ter a gatinha, já havia escolhido o nome: Poesia. Algo me dizia que não adotaria um macho, mas se fosse assim, talvez se chamasse Verso ou Poema. Outra coisa que eu também tinha certeza era sobre a adoção. Com tanto gatinho precisando de um lar, decidi que não compraria um.

Minha irmã me convidou para visitar uma ONG, a Canto da Terra, onde a amiga dela adotou a siamesa Lua. Nós fomos até lá; e a Natália, além de nos apresentar vários gatinhos fofinhos, nos deu as orientações básicas de cuidado. Não saímos com um felino, porque a casa não estava telada ainda. Naquele dia, apenas adotei uma muda de suculenta, a Julieta, que está crescendo de vento em poupa.

Oi, gente! Eu sou a Julieta. ♥
Conheça mais sobre o trabalho de adoção de animais, plantas e livros da ONG Canto da Terra clicando aqui.

Dias depois, comentei com minha amiga, Carol Vayda, que queria adotar... e bem, foi assim que a minha Poesia surgiu! A Carol tem vários gatinhos na casa dela e resolveu me presentear com uma menina beeeeem arteira, uma rajadinha que perdeu um dedinho logo nas primeiras aventuras de vida.

Foto de quando ela ainda estava tratando a patinha lá na casa da Carol.

Ela demorou um tempinho para se mudar, por causa do tratamento na patinha, mas isso não impediu que eu passasse a amá-la à distância. Foram muitos vídeos dela com a tia preferida, a gatinha Chinha, muitas fotos e até uma live, para acalmar o meu coração ansioso. Também tivemos muitas idas às lojas para comprar tudo o que ela precisava.

Poesia e Chinha.

A Poesia chegou aqui no sábado, 24 de março, e só de vê-la com seu lacinho vermelho, já arrebatou o meu coração. A cada dia que passa, mais amo essa bichana (apesar de ainda estramos em fase de adaptação e descoberta do que é melhor na nossa convivência).

Registros feitos no caminho de Uber da casa da Carol para a minha.
É claro que nunca mais algo parou nesse pescoço depois desse dia, mas a gente aceita, não é mesmo?
(Fotos: Carol Vayda)

Nos próximos posts, vou contar com um pouco mais de detalhes sobre o que fiz para me preparar para recebê-las e também como está sendo as primeiras semanas dela por aqui (em que cada dia uma coisa diferente acontece, literalmente).


Leo, Carol, Paty e eu, no dia em que a Poesia chegou por aqui.

Quer acompanhar mais do dia a dia da Poesia? Dê um pulo lá no Instagram. ♥

E vocês?  Contem aí nos comentários se vocês têm algum animalzinho, como ele chegou à sua casa e como foi o processo de adaptação. Vou adorar aprender com vocês! ;)

Beijos e queijos! :*

_____________________________________________________________

You May Also Like

9 comentários

  1. A Poesia é muito amadinha e tenho certeza que vai fazer muito bem para ela estar em uma família como a sua! <3

    ResponderExcluir
  2. A poesia e lindinha. Uma graça! Tem carinha de arteira! *.*

    ResponderExcluir
  3. Amiga
    Páscoa é tempo de alegria,
    de celebrar o amor, o triunfo da vida.
    Que o amor renasça em plenitude na sua
    casa no seu coração e de todos da sua família.
    Feliz Páscoa! 🐇🐇

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA QUE COISINHA MAIS FOFA
    E O NOME DELA É POESIA
    MEU DEUS
    SOCORROOOO, MULHER!!!
    eu amo tanto bichinhos e aaa que linda, coitadinha da patinha dessa princesa.
    meu sonho é adotar um gatinho <333

    beijos,
    a-mares-ia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais linda! A melhor coisa que fizemos aqui em casa foi adotar um gatinho também - e adotar mesmo! Você tem toda razão, com tanto gatinho precisando de um lar não faz sentido comprar. O Simba (o meu gatinho ♥)ajudou muito na nossa casa, ele é super fofo e sempre nos acalma, foi a melhor coisa! ♥ Gatos são incríveis! E super divertidos hahaha. Acredita que antes de termos o Simba eu não gostava de gatos? Mas foi só ele chegar aqui que ganhou meu coração. Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  6. Ahh eu adorei a Poesia e a Julieta! Que elas possam encher sua vida de amor e alegria! Todo amor oferecido volta em dobro, viu! ;)

    beijos!!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ahhhh que fofura, amei o nome dela :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. oiê

    Fê, como assim a Poesia tem até instagram??? que coisa mais chyc! <3

    eu já tive gatinhos: o Mustafá, a mel e Xani Xanis (esse último tá vivinho e aprontando lá em casa!). os dois primeiros morreram e eu sofri tanto. até hoje sinto saudade deles... </3

    gatinhos são muito fofos, apesar de terem um humor bipolar. uma hora querem carinho e suplicam por isso, mas tem momento em que só querem ficar no cantinho deles. e eu compreendo, pq o ser humano tbm é assim. uma hora a gente quer farra, noutrora sossego. :d

    espero que a Poesia te traga muita alegria e, claro, poesias. ;) vai narrando mesmo pra gente o desenvolvimento da relação de vcs!

    bjs!

    ResponderExcluir
  9. Beautiful post <3

    http://makeyourperfectstyle.blogspot.ba/

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)