domingo, 26 de fevereiro de 2017

Meu cabelo e eu: histórias de uma cacheada

"A minha relação com os cachos é profunda sim,
porque se eu tirar os cachos, eu não sou eu".

Oi, pessoal!

Hoje eu vim compartilhar um pouco mais da minha vivência com os meus cachos. Primeiro, porque o vlog que eu postei há quase um mês contando como doei o meu cabelo repercutiu de forma muito positiva. Segundo, porque a equipe do Lunablu me convidou para participar de uma série de vídeos que eles estavam gravando chamada Histórias de uma cacheada

A princípio eu fiquei pensando se aceitaria ou não o convite, uma vez que eu nunca alisei o meu cabelo e, por consequência, nunca passei por transição. Mas foi justamente por ter uma história diferente da maioria das meninas que estão assumindo os cachos de vez, que eu resolvi aceitar. O resultado, vocês conferem abaixo:


Não se esqueçam de clicar em "curtir" e de comentar o vídeo,
para eles saberem que vocês gostaram de me ver por lá 
(quem sabe não surgem outros convites?)

A princípio, eu não tinha pensado em trazer este vídeo aqui para o blog, mas eu tive um feedback muito interessante sobre ele. Foi uma experiência nova para mim ouvir de pessoas que me conhecem há tanto tempo que não sabiam desse lado de luta, que não pensavam que eu já tivesse sofrido preconceito ou da importância de algo tão simples como  deixar tocar no cabelo - que ajuda na desmistificação do mito do cabelo duro/ruim. Muita gente chegou a me dizer que pensava que o fato de eu me dar bem com o meu cabelo nunca tivesse me levado a crises existenciais comigo mesma ou que achava que eu não tivesse sentido a pressão de ser cacheada numa era em que todo mundo alisou. Pois é, meus amigos, nada é fácil e eu passei (e ainda passo) por tudo isso também.

Espero que vocês conheçam esse outro lado da moeda - que sofre e resiste -, que compartilhem a minha história e de tantas outras cacheadas por aí. Cabelo - seja ele como for - não é frescura, é identidade. Como identidade deve ser respeitado.

Beijos, queijos e feliz carnaval!

PS: Este post não é publi! ;)
_____________________________________________________________

4 comentários:

  1. Nossa Fê, muito legal você mostrar esse seu lado da sua vida pra gente. Pode ter certeza que você vai ajudar muitas cacheadas que estão passando por esse período difícil que é a transição capilar. Mas seu incentivo não vai se limitar apenas a elas, ajudará muitas outras meninas a lidarem melhor com as criticas e com essas limitações que essa sociedade tem mania de impor. Super amei o projeto :)
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nathy!
      Então, muito obrigada pela força! Eu sempre penso muito antes de dizer essas coisas porque eu sei o quanto elas mexem com as pessoas. Se eu conseguir ajudar uma pessoa, já me sinto feliz! :D
      Beijos :*

      Excluir
  2. Fê, eu também passo por algo como você. Nunca alisei meu cabelo com química, foi no máximo umas três escovas na vida e coisa que eu não aguentava deixar nem por dois dias, porque também sinto que os cachos fazem parte de quem eu sou e da minha personalidade. Vou te contar que até teve um tempo que me senti tão pressionada a alisar que quase sucumbi aos pedidos, mas segui firme e forte com minhas molinhas. Essa falta de representatividade realmente é muito ruim pra qualquer um, ainda mais pra nós, meninas que passamos por ela em plena adolescência. É difícil argumentar com opiniões alheias quando nós mesmas não temos exemplos a dar, mas resistimos e vemos hoje o resultado de muitas que não desistiram: várias meninas se aceitando e sendo quem elas realmente são naturalmente. E a luta continua porque é só o começo. Resistimos!

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Selma!
      Você não faz ideia do quanto o seu comentário me fez feliz. Eu acho que você é a primeira menina que me conta um histórico de não-alisamento, como o meu! :D
      É sempre bom saber que há cacheadas que resistiram. É sempre incrível ver as cacheadas que estão se resgatando! :D
      Que a gente ocupe cada vez mais o nosso espaço! :D

      Beijos carinhosos :*

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...