sexta-feira, 1 de maio de 2015

A busca pelo silêncio


Ultimamente tenho buscado o silêncio. Algo em mim clama por paz, por tranquilidade, por um momento em que eu consiga ouvir a minha voz interior (o meu chamado, Deus falando comigo). Não sei se é porque eu trabalho em meio à agitação das crianças - que, a cada dia, querem falar cada vez mais alto - ou se é a maturidade dos quase 30, ou ainda o meu espírito idoso (e meu corpo que vive adoentado)... Talvez uma combinação de tudo isso. O fato, é que eu quero o silêncio profundo ao meu redor.

Para quem sempre esteve rodeada de barulho - música, rádio, TV, youtube e a própria voz (nos momentos em que não há tecnologia disponível) -, desejar a quietude é algo inédito. Algo que, apesar da estranheza, tem sido prazeroso.

Tentar estar em silêncio é esquisito no começo. Tudo é motivo para querer fugir dele: o telefone, as redes sociais, o som que vem da rua, a preocupação com as contas a pagar... É fácil se distrair. É cômodo querer fugir. Mas resistir ao primeiro impacto, à "crise de abstinência do ruído", é revigorante e recompensador.

Deitar no quarto escuro, ouvir o nada. Limpar a mente das preocupações e dos desejos. O silêncio é estranho, porque sem ele não há barulho, não há criação. E o que eu quero é justamente isso: criar. Criar momentos, criar bondade, criar um mundo melhor. Descobri-me dependente do silêncio. Sou sujeita ao nada que eleva o som do coração batendo e dos pulmões se enchendo de ar lembrando-me que sim, em meio ao caos, há vida (e esperança). 

Ultimamente tenho ficado no meu canto numa busca de me entender. O silêncio tem sido um grande aliado neste processo, porque me livra das influências, deixando-me inteira para sentir, para ser quem eu quiser, no meu ritmo, no meu tempo.

_____________________________________________________________

2 comentários:

  1. Nossa, me identifiquei muito com o texto! Parabéns pela sua escrita! Confesso que estou em uma época da minha vida que tudo que eu quero é a calmaria, o silêncio mesmo...

    Beijão, Guta!
    www.opinada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há fases e fases. Mas chega uma hora que o silêncio é primordial! :)

      Espero que a gente o encontre! heehe

      Beijos

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...