sábado, 3 de maio de 2008

Tempo

A tranqüilidade é inquieta e obscura como a noite. Ouço o som dos ventos. Ouço a chuva caindo dos céus, chegando ao chão. Penso onde você estaria e se estaria bem. Fico ouvindo o som da chuva... penso se você também pensaria em mim. Tento dormir. Tento esquecer. Tento... tento e desisto. É, eu sei... é muita fraqueza desistir assim. Entrego-me ao tempo. Ele é o senhor da razão. Ele me dá à calma que procuro. Aos poucos toda esta tormenta vai passar...

(E o que tiver que ser, será!)

4 comentários:

  1. Eu te amo!
    De dentro da minha alma... eu simplesmente te amo!

    ResponderExcluir
  2. Aiiiin, que lindo Fê!!!
    Ameiiiiii!!!
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, saudades daki! Seu blog está muito legal! Sabe que da mitologia grega um dos deuses que acho mais interessante eh Chronos, filho de Zeus? Ele é o Deus do Tempo! Claro que hje em dia cada humano tem uma relação muito mais idiossincrática com este Senhor Tempo mas nossa História e biografia só é possível passando pelo crivo do tempo. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Sua dor tem algo de muito belo,porque o sentimento de amar eh sublime.
    Chronos, como bem disse um deteus leitores acima, sera teu grande professor.
    fique em paz,meu anjo

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...