Metamorfose ambulante


Queria ser uma metamorfose ambulante e não viver esta vida sem vida, onde me arrasto ao longo do dia. Morfeu me chama para deitar-me ao seu lado, eu grito, me reviro como um animal e resisto até que o sono me vença. Estou cansada desta mesmice de dormir, acordar atrasada, trabalhar como uma condenada, me esforçar para ficar acordada nas aulas. Não agüento mais andar a pé, metrô lotado, pessoas mal-educadas se empurrando sem pedir licença...

Queria poder voar livremente como fazem as borboletas depois que rompem a crisálida. Queria poder fazer o que deve ser feito sem ver coisas erradas ao meu redor e não poder dizer nada. Queria poder abraçar a todos que amo, olhar nos olhos e dizer "eu te amo", ao invés de dizê-lo através de uma tela fria de computador...

Ao lado de Morfeu sonho: estou lá em bosques ou praias, paisagens paradisíacas. Parentes e amigos estão lá. Afrodite me presenteia com um grande amor. Lá estamos nós, não somos perfeitos, contudo estamos embriagados pela felicidade... um linda borboleta voa ao nosso redor, livre se vai, dando voltas e mais voltas... Pousa na flor e depois voa em direção ao infinito...

Olhamos-nos nos olhos – os olhos são as janelas da alma – a angústia que sentíamos se transforma subitamente em uma paz serena... deitados ficamos na areia, olhando as nuvens, sentindo a brisa marítima... nos beijamos... a borboleta volta a sobrevoar sobre nossas cabeças celebrando este belo momento de amor...

Mas o despertador toca, e lá vou correr...
Como diria Carlos Drummond de Andrade: "Eta vida besta, meu Deus!"


You May Also Like

6 comentários

  1. êeee fê! gostando de ver teu lado escritora!
    =D
    beiiijo

    ResponderExcluir
  2. Fêeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!
    Eu ameiiiiiiiiiiiiiiiii esse texto!!!
    E fui umas das primeiras a ler, quando ele ainda estava sendo escrito...lalalala
    Que convencida né?!?!?!
    Tá lindo, fê!!
    Parabéns!!!
    Bjinhossssss

    ResponderExcluir
  3. ah a vida não é tão besta assim vai...
    mas a rotina cansa né?
    =)

    ResponderExcluir
  4. Vida besta, é?
    Queria eu ter bons sonhos assim!
    :o)

    Inté a vorta...

    ResponderExcluir
  5. Por vezes me sinto assim como vc...
    Obrigada pela for�a no post sonre minha gatinha.
    Bjinhos!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Fê!


    Sua inspiração está mais que aguçada.Linda essa foto da ponte..a outra tambem.
    A via é essa mesmo,Fê. Por isso quando eu me aposentar , vou em busca do que voce fala...viver mais.

    Um beijo

    ResponderExcluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)