segunda-feira, 9 de junho de 2014

Livros, porque os quero



Há explicação sobre o amor? Se você souber traduzir em palavras, me explique. O fato é que eu não sei como nem por quê este sentimento pela palavra escrita nasceu. Sei que ele existe e me move avante, sempre!

Coitado daquele que, por algum motivo, tenha que me acompanhar a algum santuário livresco - seja uma biblioteca ou uma livraria - e não goste de livros. Se entediará - como pode?! - muito cedo, porque eu não consigo fazer uma mísera visita rápida a um destes lugares. A palavra foi feita para ser degustada, calma e lentamente. O amor por ela sentido cresce com o cheiro, com a manipulação, com o abraço e, claro, com a leitura. Não se aumenta o amor na brevidade. O amor se multiplica com o tempo.

Não me venha com aquele papo de que ler demora muito, de que dá muito trabalho, que é mais legal assistir a uma adaptação cinematográfica. A leitura liberta a imaginação e explora o sentido: é desejo que atiça a mente a nos levar aos lugares e a tempos mais distintos, que nos permite ser outros seres de forma singular, única, criados por outras pessoas, mas imaginados por nós mesmos.

Ah! Livros, porque os quero, os amo. Porque os amo, os desejo cada dia mais, com mais intensidade.

_________________________________________________________________
Observe também em: Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | About me

8 comentários:

  1. Olá!
    Impossivel não amar o texto <3
    Ler para mim tem um significado enorme, assim como escrever. É mais que um hobbie ou uma distração, é uma verdadeira liberação da alma, podemos ser quem quisermos e irmos pra onde quisermos.. É triste pensar que algumas pessoas não sabem o refúgio maravilhoso que os livros são!
    Bjss!
    www.marcasindeleveis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda!
      Concordo plenamente com o poder libertador da palavra escrita (seja quando lemos o escrevemos!).
      Um beijo!

      Excluir
  2. Que lindo! Se o amor por certas pessoas não pode ser expresso em palavras, o amor pelos livros também não é fácil de ser explicado. É algo que ou nasce com a gente ou tem algum motivo muito especial, algum momento abençoado em que ele é criado.
    Beijo!

    www.diarioquaseescritora.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, sem dúvida, um amor abençoado! :)

      Beijos!

      Excluir
  3. Me identifiquei bastante com o texto. Impossível não me sentir em casa quando estou na livraria e em biblioteca!
    Mil vezes o livro do que o filme. <3

    Beijos e sorrisos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um milhão de vezes o livro que o filme! ahahahahahha

      Beijokas!

      Excluir
  4. Super me identifiquei com o texto <3 Sabe, dentre tantos pontos turísticos de Porto Alegre (tá, nem tantos), o meu lugar preferido é uma livraria - não tem como não se sentir bem naquele lugar repleto de livros <3

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vick, sou dessas que sai de casa para ir à livraria, mesmo que não tenha um tostão pra gastar. Gosto de estar em meio à tantas obras. Me sinto confortável assim.
      Então, te entendo! hehehe

      Beijos!

      Excluir

Não deixe de observar também!

Sempre vou responder ao seu comentário por aqui; mas, se você deixar o seu link, farei questão de ir observar na sua morada! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...